NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Uma caída abrupta seguida por uma subida acentuada, reiterou esta segunda-feira a ministra da Economia, Nadia Calviño, para quem a economia espanhola está a crescer a uma taxa superior a 10% desde o início do terceiro trimestre.

A economia espanhola está a crescer a um ritmo de mais de 10% desde o início do terceiro trimestre, após uma queda recorde no segundo devido ao impacto da pandemia de coronavírus, afirmou esta segunda-feira a ministra da Economia, Nadia Calviño.

 

“O que vemos é que essa recuperação da economia já está em andamento, com uma clara guinada no fim do confinamento”, disse Nadia Calviño, citada pelo El País.

 

“Com todas as precauções e prudência habituais, podemos esperar um crescimento de mais de 10% no terceiro trimestre do ano", acrescentou a ministra, que falava numa conferência em Santander.

 

Segundo o EL País, a projeção de Nadia Calviño coincide com a de outras entidades e gabinetes de estudos, como a do BBVA Research, da Autoridade Independente de Responsabilidade Fiscal (Airef) ―que estima uma recuperação de 15,2% no terceiro trimestre― ou da Funcas. A estimativa da ministra baseia-se em diversos indicadores que apontam para uma recuperação da atividade nos últimos meses, como o aumento dos gastos com cartão de crédito ou a diminuição progressiva dos trabalhadores afetados por processo de Regulação de Trabalho Temporário (ERTE), que já passaram do pico de cerca de 3,4 milhões para menos de um milhão.

 

Para relançar a economia, Espanha conta 140 mil milhões de euros que deverá receber do fundo de recuperação europeu, aprovado em Bruxelas.

Partilhar