NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Projeto galardoado visa desenvolver uma solução sustentável de produção e captação de energia através de sistemas fotovoltaicos, armazenando-a em hidrogénio de forma mais eficiente.

Manuel João Mendes, investigador do CENIMAT, acaba de receber um financiamento de 2 milhões de euros da bolsa European Research Council (ERC) Consolidator Grant, para desenvolver uma solução que gera hidrogénio através de energia solar.

O projeto ‘Power-to-X: STREAMing Hydrogen from 3-Band Solar Cells boosted with Photonic Management’, abreviado para ‘X-STREAM’, traduz-se numa solução sustentável de produção e captação de energia através de sistemas fotovoltaicos.

O protótipo pretende armazenar a energia solar através da geração de hidrogénio, de forma mais eficiente, cómoda e adaptável a múltiplos usos. O financiamento de 2 milhões de euros deve ser aplicado durante cinco anos.

"O hidrogénio é um dos vetores energéticos mais promissores que temos à nossa disposição, com a particularidade que não envolve a emissão de gases nocivos. Existem algumas soluções de produção de hidrogénio através de energia solar, contudo, este projeto apresenta um sistema mais eficiente, prático e sustentável", explica Manuel Mendes, investigador da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade NOVA de Lisboa | NOVA FCT.

"A energia é uma das grandes preocupações da comunidade europeia, e esta bolsa vai permitir o desenvolvimento de um protótipo que pode alterar o paradigma na captação de energia solar e produção de hidrogénio através de sistemas fotovoltaicos", acrescenta o investigador.

Em maior detalhe, o X-STREAM pode criar uma nova era na captação de energia com base em células solares melhoradas com gestão de luz, com uma integração "sem precedentes" de duas inovações: um único sistema fotovoltaico de três bandas que explora uma maior faixa espectral solar, com um aumento de 50% de eficiência, próximo do limite máximo de três células em simultâneo; e a combinação de células fotovoltaicas e eletroquímicas que fornecem energia em combustível de hidrogénio a partir da divisão da água, permitindo cerca de 30% de eficiência de conversão da energia solar em hidrogénio.

A bolsa parte do programa europeu Horizon Europe, que financia projetos individuais de investigadores de ciência com mais de sete anos de experiência. Esta edição da ERC Consolidator Grant recebeu 2130 candidatos e vai distribuir 627 milhões de euros por 308 investigadores.

"Os vencedores do Consolidator Grant representam algumas das melhores investigações europeias. É dececionante que não possamos apoiar todos os projetos merecedores simplesmente devido às restrições orçamentais; identificámos cerca de 100 propostas como excelentes que não vão receber financiamento", assinala Maria Leptin, presidente do European Research Council.

Nesse sentido, acrescenta que "precisamos de defender coletivamente um maior investimento na investigação e inovação. O nosso objetivo comum deve ser garantir que nenhuma ideia brilhante fique sem financiamento na Europa e que nenhuma carreira promissora fique por realizar".

 

Em Negócios

Partilhar