NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Câmara e Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra estão a realizar um inquérito online sobre a mobilidade na União de Freguesias de Assafarge e Antanhol, e na localidade de Cernache.

Coimbra vai ser um dos nove municípios “pilotos” do projeto “Seamless Shared Mobility” (SUM), da União Europeia, que visa criar um sistema de mobilidade partilhado e integrado. O objetivo passa por reduzir a taxa de motorização e uso de carros particulares, através do incentivo e consequente aumento do recurso ao transporte público e meios não motorizados.

 

Além de Coimbra, participam neste projeto-piloto as cidades de Munique (Alemanha), Genebra (Suíça), Atenas – Penteli (Grécia), Roterdão (Holanda), Cracóvia (Polónia), Fredrikstad (Noruega), Larnaca (Chipre) e Jerusalém (Israel).

 

Este projeto vai ainda “promover a gestão da mobilidade e aumentar a integração modal, incluindo a relacionada com a bilhética e tarifário”, além de reduzir as distâncias até à rede de transporte público em territórios de baixa densidade com habitação e população dispersa, “algumas a mais de 600 metros das paragens de transporte público”, explica o município de Coimbra em comunicado enviado às redações.

 

Promover a gestão da mobilidade e aumentar a integração modal, incluindo a relacionada com a bilhética e tarifário.

 

No âmbito da candidatura ao SUM, financiado pelo programa de pesquisa e inovação Horizon Europe, a autarquia e os Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) estão a realizar um inquérito online sobre a mobilidade na União de Freguesias de Assafarge e Antanhol, e na localidade de Cernache. O SUM é financiado pelo programa de pesquisa e inovação Horizon Europe.

 

Este inquérito debruça-se sobre as preferências de viagens e políticas de transportes em Coimbra. O objetivo passa por transformar as redes de mobilidade atuais em novos e inovadores sistemas de mobilidade partilhados e integrados. “A SUM vai apresentar um conjunto de soluções, incluindo previsão, agendamento, bilhética, transportes públicos integrados e meios não motorizados em tempo real”, explica a autarquia.

 

Em ECO

Partilhar