NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Chamam-se Sixgild, Ducado 39 e South Chiado e são três empreendimentos de luxo que vão nascer em Lisboa – na Baixa, na Avenida Duque de Loulé e no Chiado, respetivamente –, pela mão da promotora imobiliária Mondego Capital Partners.

São ao todo mais de 55 casas que serão comercializadas pela Porta da Frente Christie’s, em regime de co-exclusividade.

O Sixgild, localizado em plena Baixa lisboeta, resulta da reabilitação integral de um edifício e é composto por 18 apartamentos de tipologias T0 a T3 com áreas entre 35 e 125 metros quadrados (m2). Segundo a mediadora imobiliária, a maioria dos imóveis tem varandas, bem como tetos altos, estuques trabalhados e muita luminosidade.

 

Já o Ducado 39, situado na Avenida Duque de Loulé, “é sinónimo de conforto e luxo”, refere a empresa, em comunicado. “Em todas as divisões reinam os acabamentos de excelência e elementos modernos que potenciam a iluminação natural.

 

Com apartamentos – são 22 – de T1 a T3, entre um T1 duplex e uma penthouse, e áreas brutas privativas totais entre 48 m2 e 144m2, o estacionamento privativo e o serviço de concierge são outros destaques que facilitam a vida dos seus moradores. A penthouse conta com uma piscina e um terraço, que alcança uma vista esplêndida sobre o rio Tejo”, lê-se no documento.

 

Por fim, o South Chiado, adianta a Porta da Frente Christie’s, é um projeto com 15 unidades e 2 Townhouses duplex, apartamentos T0 a T4 e com áreas entre 67 e 336 m2. “Os Duplex Townhouses South Chiado são a morada ideal para quem procura um dia a dia inesquecível (…). Os apartamentos South Chiado, em diferentes tipologias, (…) têm terraços, garagem e vista rio”, conta a mediadora imobiliária. 

 

Lisboa “continua com grande dinamismo imobiliário”

 

Para a Porta da Frente Christie’s não há dúvidas: Lisboa “continua com grande dinamismo no setor imobiliário”, sendo “uma das cidades mais atrativas do mundo para quem pretende residir ou rentabilizar o seu imóvel”. “Ao contrário do que aconteceu na crise financeira, o impacto da crise do Covid-19 não afetou o dinamismo do mercado imobiliário português, que continua em forte desenvolvimento”, acrescenta. 

 

Asaf Zaid, partner/CMO da Mondego Capital Partners, considera que “Portugal tornou-se um grande foco em termos de investimento imobiliário estrangeiro” e diz acreditar que a “aposta internacional ainda agora está no seu início”. “Este é um país que tem tudo o que é necessário para que pessoas de todo o mundo o queiram visitar e pretendam aqui morar. Por isso queremos explorar o seu potencial, através da aposta no imobiliário no segmento médio/alto, e dar uma vida nova a locais emblemáticos”, comenta, citado na nota. 

 

Rafael Ascenso, diretor geral da Porta da Frente Christie’s, afirma, por seu turno, que é “uma honra” a mediadora poder “comercializar estes três projetos tão únicos, em localizações excecionais”.

Partilhar