NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Depois da paragem dos eventos internacionais devido à pandemia, as empresas portuguesas da Fileira Casa vão estar na próxima semana em Milão, num evento que marca a retoma da presença nas grandes feiras.

Cerca de 20 meses após o último grande evento internacional, dez empresas nacionais da Fileira Casa portuguesa vão participar na próxima semana no icónico Salone del Mobile.Milano, este ano intitulado de Supersalone.

Após o interregno devido à pandemia, as feiras internacionais estão de regresso, assinalando o evento que vai ter lugar em Milão, entre os dias 5 e de 10 de setembro, a retoma dos certames para a Fileira Casa, que integra os setores do mobiliário, iluminação, cerâmica, utilidades domésticas, cutelaria e têxteis-lar, entre outros.

Paralelamente vai ter lugar a exposição "Made in Portugal naturally at Tortona Design Week", promovida pela APIMA (Associação Portuguesa das Indústrias de Mobiliário e Afins) e pela AICEP, em que estarão representados cerca de 100 produtos de mais de 20 empresas nacionais.

A Fileira Casa portuguesa é constituída por mais de 7.500 empresas, que representam cerca de 61 mil postos de trabalho e um volume de negócios de 3,3 mil milhões de euros. Os diversos setores que a integram são responsáveis por cerca de 4,5% do total de exportações da economia nacional.

"Num cluster altamente exportador, a retoma dos certames e fóruns de exposição internacional é de capital importância", salienta em comunicado, em que sublinha as "elevadas expetativas" de atraír novos compradores e parceiros.


Citado na mesma nota divulgada esta terça-feira, Joaquim Carneiro (na foto), presidente da APIMA, sublinha que "após um período em que a divulgação internacional ficou circunscrita aos canais digitais, apostamos agora numa ação presencial integrada de promoção desta fileira", mostrando-se também confiante "na capacidade de atrair bastantes visitantes, mesmo perante os condicionamentos ainda vigentes devido à pandemia".

O evento vai contar com uma visita governamental, agendada para 6 de setembro, que integrará o secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Correia Neves, o secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, o presidente da AICEP, Luís Castro Henriques, e o presidente do Compete 2020, Nuno Mangas.

Partilhar