NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A coligação junta investidores, agentes de inovação e universidades num esforço conjunto de desenvolver a tecnologia limpa na Península Ibérica.

A coligação Cleantech for Iberia, que junta 18 membros incluindo investidores, startups e universidades, anunciou que tem disponíveis mais de mil milhões de euros para investir em tecnologia limpa.

 

“Constituímos uma coligação diversa de investidores de topo, inovadores e universidades para fazer a ponte entre a comunidade da tecnologia limpa e os líderes legislativos”, lê-se no comunicado emitido pela coligação, lançada esta quarta-feira.

 

De acordo com os dados partilhados pela Cleantech for Iberia, 676 milhões de euros foram investidos em tecnologia limpa a nível ibérico em 2022, multiplicando por seis os investimentos num período de cinco anos.

 

No entanto, “a corrida na área da tecnologia limpa não é brincadeira. Os Estados Unidos estão a avançar com fundos sem precedentes. A China está a dominar o mercado”, enquadra Bianca Dragomir, líder da coligação, num painel da Web Summit intitulado “Tornar a Península Ibérica no próximo centro industrial de tecnologia limpa”.

 

O desafio adensa-se no que diz respeito à Península Ibérica: as startups nesta geografia angariam 70% menos capital que as startups francesas e germânicas em 2022.

 

No mesmo painel, o investidor espanhol Iker Marcaide alertou que “conseguir financiamento é sempre difícil”, mas que o setor da tecnologia limpa tem uma particularidade que serve de obstáculo extra: é intensivo em capital. “É necessário um ecossistema próprio”, defende.

 

Os investidores que fazem parte da coligação são a Seaya, Net Zero Ventures, Klima, Zubi Group, Adara, Axon, Inclimo, A&G, Kira Ventures e BBVA. Do lado dos inovadores, estão a FertigHy, Malta, H2 Green Steel, Plastic Energy, Build to Zero e Rega Energy. Finalmente, em representação da academia, contam-se a IE University e a Universidade Nova de Lisboa. Para Dragomir, “estes são os próximos campeões das tecnologias limpas”.

 

Em Capital Verde

Partilhar