NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva, anunciou a revisão em alta do crescimento económico em 2021, que se deverá situar nos 7,2% do PIB.

“Os cenários que nós traçamos visam atingir em 2021 um crescimento económico de 7,2%, e uma previsão de 6% em 2022”, disse Ulisses Correia e Silva durante a apresentação do plano de retoma económica para o período pós-covid-19.

 

O plano apresentado durante a manhã do dia 27 no Palácio do Governo, prevê a criação de linhas de crédito com um valor global de 9 milhões de contos, dos quais 2,7 milhões se destinam ao apoio à tesouraria das empresas e 6,3 milhões de contos para o apoio ao desenvolvimento.

 

No evento Ulisses Correia e Silva voltou a defender que Cabo Verde foi dos países que mais foi afectado pela crise económica provocada pela pandemia. "É só ver a contração económica de 14,8% em 2020 para podermos ter uma noção da intensidade e da dimensão desse impacto".

 

Ao apontar para um crescimento do PIB de 7,2%, o primeiro-ministro faz uma revisão em alta dos números avançados pelo Banco de Cabo Verde e pelo Banco Mundial que anteriormente apontavam para um crescimento a rondar os 6%.

 

Durante a apresentação do plano de retoma e de apoio ao sector privado a secretária de Estado do Fomento Empresarial, Adalgiza Vaz, anunciou que as linhas de crédito a serem concedidas pelo Estado ao setor privado têm "garantia até 50%, Taxas de Juros não superiores a 3,5%, período de carência de capital e juros mínimo 6 meses, e um prazo máximo de até 5 anos para apoio a tesouraria e até 10 anos para investimentos".

Partilhar