NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Brilhante Dias quer promover marcas portuguesas lá fora para atrair mais investimento direto estrangeiro.

O secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, assegura que a terceira vaga da pandemia não esmoreceu as intenções de investimento direto estrangeiro (IDE) em Portugal. “Neste momento, não tenho nenhum impacto nas intenções de IDE”, responde o governante quando questionado sobre os eventuais danos reputacionais na imagem externa do país.

 

No final de 2020 — antes do súbito disparo do número de casos e mortos por covid-19 —, a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) acompanhava 35 decisões de investimento já anunciadas e 62 intenções de IDE, no montante de €1,8 mil milhões. Uma carteira que o país conseguiu segurar, apesar da violência da terceira vaga.

Partilhar