NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A ilha do Maio prepara-se para receber investimentos espanhol designado por Little África na ordem dos 550 milhões de euros, encontrando-se previsto o início das obras para janeiro de 2021, e terá a duração de três anos. O projeto estima criar a longo prazo mais de 10 mil postos de emprego na ilha, e será um “projeto único” que aposta no ambiente e no ecoturismo em Cabo Verde.

O projeto perspetiva a construção de um hospital privado de primeiro nível e um colégio internacional, para além de resortes de alto nível, o que constitui uma grande aposta no turismo cultural e espaços para conferências de nível internacional, e estima criar a longo prazo mais de 10 mil postos de emprego na ilha, e será um “projeto único” que aposta no ambiente e no ecoturismo em Cabo Verde.

 

Outra mais-valia para a ilha do Maio, será a construção de um novo aeroporto, com valências para voos internacionais, o que os promotores garantem estar a trabalhar em conjunto com a ASA-Aeroportos e Segurança Aérea, no sentido de viabilizar uma solução.

 

A apresentação pública deste projeto, aconteceu na presença do Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva, na sua visita a ilha do Maio, e do presidente da câmara municipal do Maio, Miguel Rosa. Ambos enalteceram a importância estruturante deste grande projeto para a zona de Porto Inglês, na justa medida em que abrange os sectores importantes como o sector económico, social e ambiental, encontrando-se alinhado com a visão do governo para o desenvolvimento de um turismo sustentável para Cabo Verde e em particular para a ilha do Maio.

Partilhar