NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O projecto conta com mais de vinte entidades parceiras públicas e privadas e quer ajudar a mitigar a escassez de profissionais na área das TI.

O Portugal Tech Hub é uma iniciativa de promoção de Portugal junto de profissionais de tecnologia e empresas estrangeiras de forma a atrair esse talento e novos centros de competências para o País.

 

O projecto vai ter um conjunto de acções para empresas e talento estrangeiro e um site com informações úteis sobre a caracterização de Portugal a nível demográfico, geográfico, cultural, custo de vida, talento nacional, vistos, entre outras, e também sobre toda a parte empresarial – constituição de uma empresa, apoios e incentivos a negócios, recrutamento e impostos.

 

Os objectivos são aumentar o número de empresas estrangeiras que invistam na criação de equipas e centros de desenvolvimento tecnológico no nosso país, promover os fluxos de imigração para Portugal de profissionais das TI de outros países por forma a mitigar a escassez actual e «criar uma marca que seja uma bandeira de Portugal no seu posicionamento no cenário tecnológico internacional».

 

Criado pela Landing.Jobs, aicep Portugal Global, Startup Portugal, Invest Lisboa, InvestPorto, IAPMEI e Portugal Digital, o Portugal Tech Hub conta com mais de vinte entidades parceiras públicas e privadas: Câmara Municipal do Fundão, Startup Lisboa, Startup Madeira, Startup Leiria, LISPOLIS, The Fintech House, Beta-i, NomadX, TERINOV, TecParques, NOW_Beato, Associação Nonagon, IDEA Spaces, SRS Advogados, Work-in Porto, Morais Leitão, RoyalTax, InvestBraga, Algarve Tech Hub, UPTEC e Lisbon WorkHub.

 

Pedro Moura, CMO da Landing.Jobs, explica que «o projecto é um marco importante para o país, na medida em que consegue juntar e alinhar um grande número e variedade de organizações portuguesas sob um objectivo comum: o de transformar Portugal num Tech Hub de topo a nível internacional, potenciando o nosso país como um destino preferencial para empresas e para talento tecnológico estrangeiro».

 

Já António Dias Martins, director executivo da Startup Portugal, salienta que o «talento é um dos pilares fundamentais para garantir o crescimento do ecossistema português de startups» e que a iniciativa vai ajudar no trabalho que esta entidade já faz ao proporcionar «contexto legal e fiscal propício» para os profissionais de outras nacionalidades de fixarem no País.

Partilhar