NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Portuguesa Bial vai comercializar um novo medicamento para o Parkinson, que reforçará a presença da empresa na Europa. Fármaco deverá chegar em 2023.

ABial vai dar mais um passo no tratamento do Parkinson, com a comercialização de um novo fármaco para combater a doença. Em declarações ao ECO, o CEO da empresa nota que este é mais um passo no caminho da neurologia, esperando que o novo medicamento possa estar disponível em 2023.

 

Em causa está o filme sublingual de apomorfina, que será comercializado na União Europeia (UE), Espaço Económico Europeu (EEE) e no Reino Unido. A Bial chegou a acordo de licenciamento exclusivo com a norte-americana Sunovion Pharmaceuticals e, visto que na Europa o tratamento está ainda em fase 3 de desenvolvimento clínico, a será “responsável pelo processo de aprovação e submissão regulamentar, incluindo as interações com a Agência Europeia de Medicamentos“, conforme explicou em comunicado enviado esta semana.

 

Em declarações ao ECO, António Portela explica que, “ao longo da última década”, a Bial tem construído a sua presença na Europa “baseada no lançamento de dois medicamentos para o sistema nervoso central”, desenvolvidos por si. “Temos feito um enorme investimento para montar uma estrutura muito competente que aborde a neurologia na Europa“, diz o CEO.

 

Assim, com a comercialização deste novo medicamento, a Bial vai “reforçar a presença como empresa farmacêutica líder em neurologia na Europa”. Além disso, concretamente no que toca à doença de Parkinson: “temos já um forte conhecimento da patologia, dos principais players nesta área, nomeadamente os profissionais de saúde, associações de doentes, sociedades médicas, e das suas necessidades e dificuldades”.

 

António Portela diz ao ECO que espera apresentar até ao final do ano o pedido de Autorização de Introdução no Mercado junto das autoridades europeias, seguindo-se o processo de avaliação por parte das autoridades europeias. “Dentro dos prazos normais, poderemos iniciar a comercialização deste novo medicamento em 2023”, acrescenta.

 

“A apomorfina sublingual vai certamente contribuir para conseguirmos concretizar um dos nossos objetivos estratégicos: consolidar a presença de Bial nos principais mercados Europeus e afirmar Bial no contexto internacional como farmacêutica de inovação focada nas neurociências”, remata.

Partilhar