NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico (AHP – ADT) acaba de fechar uma nova parceria com a Airbn com o intuito de promover o destino como uma alternativa sustentável e especialmente apelativa para quem procura um turismo não massificado, pleno de natureza em estado puro, história, cultura, gastronomia, vinhos e lazer.

No seguimento do compromisso das Aldeias Históricas de Portugal com a sustentabilidade, a rede acaba de estabelecer uma parceria com a conhecida plataforma de arrendamento de curta duração Airbnb, cujo objetivo é incentivar tendências de viagem mais sustentáveis no interior do país.

 

Segundo o comunicado da AHP – ADT, esta parceria tem como objetivo contribuir para a distribuição de fluxos turísticos  para os municípios e território das Aldeias Históricas de Portugal, e ao mesmo tempo apoiar o equilíbrio territorial, diversificando a oferta e a procura de serviços turísticos para destinos menos procurados, mas também promover a economia local, contribuindo para a produção e consumo sustentável, potenciando fontes de receitas juntos de setores de atividade que o turismo de forma direta e indireta impacta positivamente.

 

A rede acredita ainda que este acordo vai contribuir para a diminuição da sazonalidade e para a valorização dos recursos endógenos, fomentando, inclusive a duração da estada média.

 

Na prática a parceria vai refletir-se, por exemplo, numa página dedicada à promoção da Rede das Aldeias Históricas, com informações úteis sobre o que fazer, locais a visitar, empresas locais e anfitriões na Airbnb que estão a elevar a hospitalidade no interior de Portugal.

 

Além disso, a Airbnb irá organizar webinars para a comunidade das Aldeias Históricas de Portugal, com informações sobre como se tornarem empresários do setor da hospitalidade através do alojamento na Airbnb.

 

A nota de imprensa indica ainda que esta é uma parceria de grande importância para a Aldeias Históricas de Portugal, pelo seu contributo para a materialização da estratégia definida para a rede, nomeadamente pelo facto de se constituir como um impulso à transição digital, que tem sido um dos vetores estratégicos da política nacional e europeia, e, naturalmente, da própria rede.

 

Refira-se que, em Portugal, a categoria “Casas Históricas” da Airbnb já tem mais de 300 unidades, contribuindo para dispersar os benefícios das viagens e do turismo por um maior número de destinos. Mais de 70% dos anúncios na categoria de “Casas Históricas” em Portugal estão situados em comunidades rurais.

Partilhar