NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A PARSUK (Associação Portuguesa de Investigadores e Estudantes no Reino Unido) foi criada em 2008 e, ao todo, já representou e promoveu a comunicação entre 1800 estudantes e investigadores portugueses em solo britânico. Hoje, as preocupações não são as mesmas de há 13 anos — a pandemia e o “Brexit” são os principais motivos.

Quando Liliana Brito, 29 anos, pousou os pés pela primeira vez em Londres, em 2016, não havia cinzento que tingisse o céu limpo que se estendia sobre a cidade. Sentiu-se “bastante surpreendida”: afinal, naquele dia de Setembro “havia sol” numa cidade que contava ver “sempre nublada”. Dois anos antes, Isabel Ramos, 30 anos, chegava ao mesmo destino (e também como estudante de doutoramento) e ali iniciava “uma relação de ‘amor-ódio’” com a cidade. Pouco mais cedo, em 2013, Márcia Costa, da mesma idade, encontrou na capital do Reino Unido algo que ainda não existia em Portugal: um doutoramento dedicado a ultrassons focalizados no The Institute of Cancer Research (onde também fez o pós-doutoramento).

 

Mais aqui

Partilhar