NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Nas quatro edições anteriores, o programa FIT 2.0 apoiou 56 programas de ideação, aceleração e inovação aberta, com um incentivo global de quatro milhões de euros.

Destinado exclusivamente a programas de ideação, aceleração e inovação, o Turismo de Portugal abriu as candidaturas para o Programa Fostering Innovation in Tourism 2.0 ou o FIT 2.0.

 

Esta é a 5ª edição da iniciativa que vai disponibilizar 1,2 milhões de euros para o desenvolvimento de uma rede de empresas “especialmente focadas no desenvolvimento de ideias, soluções, produtos e modelos de negócio associados ao turismo, com capacidade de revitalizar e potenciar a inovação e o crescimento competitivo do sector”, informa a nota divulgada. As candidaturas estão abertas até 31 de agosto.

 

O programa FIT 2.0 pretende, assim, dar resposta aos seguintes desafios: gestão sustentável das empresas e dos destinos turísticos; enriquecimento e melhoria da experiência do turista; promoção da mobilidade inteligente e sustentável; gestão baseada em dados; otimização das operações de negócio das empresas.

 

Com uma dotação global de 950 mil euros, os programas de aceleração e inovação aberta permitem às startups selecionadas melhorar os seus modelos de negócio e identificar novos clientes e potenciais investidores. Já a rede de Escolas do Turismo de Portugal acolhe os programas de ideação, que visam a dinamização de novas ideias de negócio no turismo. A dotação global é de 250 mil euros.

 

O Programa FIT 2.0 é uma das medidas do Plano “Reativar o Turismo | Construir o Futuro”, criado para incentivar a retoma da atividade turística nacional, e está alinhado com os objetivos da Estratégia Turismo 2027, que visam posicionar Portugal como um hub internacional especializado em turismo e uma referência na produção de bens e serviços para a atividade turística à escala mundial. Ainda no âmbito deste programa, o Turismo de Portugal irá desenvolver um programa específico que pode dispor até 15% da dotação global de cada regulamento, para promover e consolidar o rápido e estruturado acesso ao mercado de startups participantes nos programas FIT.

 

Nas quatro edições anteriores, o programa do Turismo de Portugal apoiou 56 programas de ideação, aceleração e inovação aberta, com um incentivo global de quatro milhões de euros, envolvendo mais de mil participações de startups e projetos.

Partilhar