NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Cerca de 16 mil metros quadrados recebem o renovado museu do Grande Prémio de Macau, que inclui um novo mural do antigo campeão brasileiro de Fórmula Um Ayrton Senna, criado pelo português Vhils.

O Grande Prémio "faz parte da cultura de Macau" e o objetivo deste museu é "atingir as gerações do futuro" para que "continuem a saber e a ter também a afinidade" com este evento, disse hoje a diretora dos Serviços de Turismo de Macau, Maria Helena Senna Fernandes, num encontro com jornalistas, antes de uma visita guiada.

 

"Antigamente, a distância entre o Grande Prémio e os residentes era muito próxima, mas com a profissionalização do Grande Prémio a distância com o público aumentou e, por isso, queríamos atingir o público através do museu de Grande Prémio, especialmente a nossa geração do futuro", sublinhou.

 

Com uma história de "mais de 60 anos em Macau, o Grande Prémio tem acompanhado o crescimento dos residentes do território", acrescentou Senna Fernandes.

 

Concluída a renovação, que custou 479 milhões de patacas (cerca de 50 milhões de euros), o espaço do museu aumentou seis vezes para cerca de 16 mil metros quadrados e quatro andares, apresentando várias instalações, jogos interativos e corridas de moto em realidade virtual (VR), além de carros e motos de pilotos famosos que participaram no Grande Prémio de Macau, como o sete vezes campeão mundial alemão Michael Schumacher, Ayrton Senna ou o português Eduardo Carvalho.

 

Ayrton Senna, que morreu em 1994 durante o Grande Prémio de São Marino, é homenageado na composição de Alexandre Farto, mais conhecido como Vhils, que representa a histórica vitória do piloto brasileiro em Macau, em 1983, e inclui um retrato do piloto assim como do Ralt RT3 Toyota que conduziu para a equipa Theodore Racing.

 

O museu está ainda em funcionamento experimental durante este mês, mas a partir da próxima segunda-feira, o público em geral pode adquirir, mediante inscrição prévia online, bilhetes para visitas aos sábados, domingos e feriados em abril e em maio.

Partilhar