NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O ano de 2021 fica marcado pelo regresso dos investidores internacionais e das grandes operações após a pausa, em 2020, devido ao surto da pandemia.

Os investidores estrangeiros investiram 6.000 milhões dos 7.500 milhões no setor e realizaram-se 217 operações. As maiores, com um valor superior a 100 milhões de euros, aumentaram 40% em relação a 2020, ultrapassando os 4.000 milhões de euros. Entre elas, a compra da Urbaser pela Platinum Capital, da Restaurant Brands Iberia pela Cinven ou da Suanfarma pela Archimed. Por setores, as empresas de tecnologia concentram mais da metade do investimento. Destaca-se ainda o peso das empresas ligadas à saúde e aos serviços que passarão de representar apenas 20% do investimento total em 2020 para mais de 40% em 2021, graças à operação Urbaser.

 

No que diz respeito ao capital de risco, o investimento em startups espanholas duplicou no ano passado e não só marcou o melhor ano da história e ultrapassou pela primeira vez a barreira dos 1.000 milhões de euros, como também subiu para 1.942 milhões de euros. Destacam-se importantes financiamentos, lideradas por JobandTalent, Wallapop, Wallbox, Logtrust e Copado que deixaram um novo lote de unicórnios espanhóis.

Partilhar