NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Os dados foram divulgados, esta terça-feira, pelo INE.

As empresas perspetivam um acréscimo nominal de 6,5% nas suas exportações de bens em 2022 face ao ano anterior, de acordo com os dados divulgados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

 

"As empresas esperam um acréscimo de 7,7% nas exportações para os mercados Extra-UE e de 6,0% para os países Intra-UE", pode ler-se no relatório da agência de estatísticas. 

 

Por Grandes Categorias Económicas (CGCE) destacam-se as exportações de Máquinas, outros bens de capital (exceto o material de transporte) e seus acessórios (+9,3%) e os Produtos alimentares e bebidas (+5,3%).

 

"A confirmarem-se estas perspetivas, em 2022 os valores de exportações de bens serão superiores aos registados no período pré-pandemia", adianta o INE. 

 

Na segunda-feira, o INE divulgou que, em novembro de 2021, as exportações e as importações de bens registaram variações homólogas nominais de +15,7% e +32,3%, respetivamente (+2,8% e +17,6%, pela mesma ordem, em outubro de 2021). 

 

No trimestre terminado em novembro de 2021, as exportações de bens aumentaram 9,3% e as importações cresceram 22,5% em relação ao mesmo período de 2020 (+8,8% e +18,8%, pela mesma ordem, no trimestre terminado em outubro de 2021).

 

Comparando com o trimestre terminado em novembro de 2019, as exportações e as importações aumentaram 8,4% e 9,8%, respetivamente.

Partilhar