NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O webinar de apresentação do Projeto ‘Terras Altas de Portugal 2.0’, decorreu na 3ªfeira passada, dia 27 de julho, uma iniciativa financiada pelo Compete2020 de apoio à Internacionalização das empresas do setor agroalimentar, ligadas às fileiras do Vinho, Azeite, Fruta, Carnes e Enchidos, Queijo e Recursos Silvestres das regiões das Beiras e Serra da Estrela, Beira Baixa, Viseu Dão Lafões, Douro e Terras de Trás os Montes.

Segundo a informação enviada ao Diário Digital Castelo Branco, o projeto tem como mercados alvo a Alemanha, Países Baixos, Bélgica, Luxemburgo e Espanha. Este grupo de países, á exceção do Luxemburgo,  fazem parte do top 10 dos países importadores de produtos portugueses do setor agroalimentar.

 

Constituem atividades do projeto, entre outras, o desenvolvimento de uma plataforma de apoio à internacionalização das PME. O desenvolvimento de ações de prospeção internacionais. As visitas de reconhecimento de prospetores internacionais. A participação em feiras internacionais e outras ações de promoção internacional e a elaboração de guias de mercado.

 

Com este projeto pretende-se melhorar a competitividade das empresas do setor agroalimentar e alavancar o seu crescimento internacional, promovendo oportunidades de negócios, assim como  proporcionar experiências de internacionalização, através da participação em roadshows e missões inversas. Pretende-se ainda a criação de uma rede de suporte e de cooperação entre as empresas e com entidades parceiras, que se mantenha para além do términus do projeto.

 

A sessão de apresentação do Terras Altas de Portugal, contou com a presença da Dra. Rita Araújo, vogal do Conselho de Administração da AICEP e dos Presidentes das Associações Empresariais promotoras do projeto, nomeadamente a AEBB - Associação Empresarial da Beira Baixa, NERGA - Associação Empresarial da Região da Guarda, AIRV - Associação Empresarial de Viseu, NERBA - Associação Empresarial do distrito de Bragança e NERVIR - Associação Empresarial de Vila Real. A sessão foi moderada pela jornalista Patrícia Matos.

Partilhar