NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

As candidaturas estão abertas até 15 de outubro para startups de todo o mundo na área da economia do mar.

O projeto “Atlantic Smart Ports Blue Acceleration Network”, liderado pela consultora de inovação colaborativa Beta-i e coliderado pela Fórum Oceano, está à procura das startups europeias mais inovadoras na área da economia do mar para se juntarem ao seu programa de aceleração. As 80 startups selecionadas terão a oportunidade de participar num programa gratuito e customizado. Candidaturas decorrem até 15 de outubro.

 

“O programa de serviços de aceleração vai levar as startups a uma imersão profunda no ecossistema europeu de inovação dos portos do Atlântico. Implicará a partilha de conhecimentos específicos, aproximando startups e investidores. Além disso, permitirá às startups ligarem-se a outras scale-ups e PME no universo dos Portos do Atlântico”, explica Ana Pinela, coordenadora do projeto na consultora de inovação Beta-i, em comunicado.

 

O programa de aceleração visa impulsionar os seus negócios e fomentar a colaboração no seio do ecossistema europeu de inovação dos portos Atlânticos. Na prática, vai alavancar o desenvolvimento das soluções e dos modelos de negócio selecionados, fomentando a colaboração entre as startups e as dezenas de portos envolvidos no projeto.

 

“Estamos à procura de startups inovadoras, cujas soluções possam contribuir para impulsionar a digitalização e melhorar a eficiência operacional, a transição verde e o impacto positivo na obtenção de métricas de sustentabilidade dos portos atlânticos. Ao mesmo tempo, queremos que contribuam para a criação de novas empresas para trabalharem em conjunto com os portos, uma vez que o AspBAN visa dar início a um ecossistema dinâmico de aceleração de startups, onde os portos atlânticos da UE funcionarão como hubs de inovação de economia azul”, explica Ana Pinela.

 

A iniciativa é composta por workshops semanais sobre temas relacionados com a adequação da solução ao mercado, a colaboração no âmbito da economia azul, métricas, implementação e escala. Além disso, haverá sessões de mentoria com especialistas.

 

A cada dois meses será também organizada uma sessão de pitch, onde as startups poderão também apresentar a sua solução a investidores, portos e stakeholders relevantes europeus e norte-americanos da rede AspBAN, que conta já com mais de 135 parceiros e encontra-se em constante crescimento.

 

As candidaturas estão abertas até 15 de outubro para startups de todo o mundo. Basta que sejam capazes de implementar soluções sustentáveis nos países abrangidos pelo projeto AspBAN (Portugal, Espanha, França, Irlanda), que tenham já um protótipo inicial e estejam prontas para angariar investimento.

 

Para obter mais detalhes deverá consultar o programa Projecto AspBAN 2021 – Rede de Aceleração Azul dos Portos Inteligentes Atlânticos”.

Partilhar