NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

As interrupções no fornecimento de 'chips' para o setor automóvel alemão fizeram cair a confiança de produtores e fornecedores, de 56,4 pontos em julho, para 28,8 pontos em agosto, segundo o Instituto de Investigação Económica alemão (Ifo).

A indústria automóvel na Alemanha, uma das mais importantes para a economia da zona euro, registou em agosto o menor nível de confiança desde abril, de 28,8 pontos, o que Oliver Falck, diretor do Ifo, considera "mostrar que a indústria automóvel ainda sofre interrupções no fornecimento de produtos, principalmente 'chips'".

 

No entanto, segundo os dados do Ifo, os planos de produção aumentaram de 24,3 pontos, para 34,8 pontos em agosto, e as expectativas de exportação também melhoraram, de 8,6 pontos em julho, para 15,1 pontos em agosto.

 

Já a procura caiu para 6,7 pontos em agosto, depois dos 24,8 pontos do mês anterior, e as expectativas de emprego entraram em terreno negativo, caindo de 6,2 pontos para -5 pontos.

 

"Essas flutuações refletem a profunda mudança estrutural na indústria automóvel", concluiu Oliver Falck.

 

Fundamentais para fazer funcionar os automóveis, os semicondutores estão presentes em equipamentos de segurança e entretenimento a bordo, mas são produzidos por poucos produtores, mesmo que 'gigantes', que têm sido afetados por situações inesperadas como a pandemia ou catástrofes naturais.

Partilhar