NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Team IT é uma nova empresa de ativação de Inovação e Tecnologia, que assume uma estratégia de corporativismo sustentável e orientada para o bem-estar e desenvolvimento pessoal e profissional dos trabalhadores.

Fundada este mês por uma equipa de profissionais com experiência em consultoria tecnológica, o grupo propõe-se a fomentar a sustentabilidade e a coesão social, privilegiando a localização de colaboradores no interior de Portugal em regime de teletrabalho e em espaços de co-work.

 

“Ambicionamos contribuir para a coesão social e territorial. Sou natural de Manteigas, fiz toda a minha carreira em Lisboa, e satisfaz-me liderar uma empresa que pretende fomentar e impulsionar a deslocalização de profissionais qualificados para regiões do interior de Portugal. Estas pessoas vão experienciar uma qualidade de vida única, própria de meios com menor densidade populacional, e vão poder participar no desenvolvimento das comunidades em que se inserem”, explica Flávio Massano, Team CEO da Team IT, numa nota enviada esta terça-feira à comunicação socia.

 

Respeitando a essência da empresa, os profissionais irão receber salários qualificados iguais aos que teriam caso vivessem em grandes cidades, de forma a beneficiarem de uma maior qualidade de vida em termos familiares, sociais e económicos; a empresa pretende que as suas equipas colaborem com as comunidades às quais se vão juntar, contribuindo com a sua experiência para promover o desenvolvimento local e melhorar a coesão territorial do país, tendo como objetivo final gerar felicidade e o progresso de todos os envolvidos.

 

Apesar de estar sediada em Lisboa, a Team IT apresenta-se como “Remote First”, privilegiando o teletrabalho e incentivando à estada de profissionais qualificados junto dos núcleos familiares e em regiões fora dos grandes centros.

 

“A estratégia passa por abrir espaços de co-work no interior de Portugal criando pontes com Universidades, instituições e a comunidade local de forma a originar redes de desenvolvimento e de partilha de conhecimento”, é referido no mesmo comunicado.

Partilhar