NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O contrato assinado inclui uma opção de reforço da participação da Greenvolt até aos 100%, podendo esta ser exercida em 2028, informou a empresa em comunicado.

A Greenvolt prepara-se para entrar num novo mercado europeu, no segmento da geração de energia solar distribuída, com a compra da empresa irlandesa Enerpower por 25 milhões de euros.

O Grupo liderado por João Manso Neto anunciou esta segunda-feira a sua estreia na Irlanda, depois de ter chegado a acordo para a aquisição da maioria do capital da Enerpower, que conta com vários clientes internacionais como a PepsiCo, Lidl, Pfizer ou a Virgin Media, além de contratos de compra e venda de energia (PP - Power Purchase Agreement) celebrados com a Tesco e a Eli Lilly. A transação prevê também um investimento adicional para o desenvolvimento de novos PPA. 
 
No âmbito deste acordo, a Greenvolt vai assim adquirir mais de metade do capital da Enerpower (50,24%), além de investir também numa empresa satélite dedicada exclusivamente a PPA, da qual passará a deter 50,25%. O contrato assinado inclui uma opção de reforço da participação da Greenvolt até aos 100%, podendo esta ser exercida em 2028, informou a empresa em comunicado. A transação está ainda pendente das respetivas autorizações regulatórias.
 
"A entrada do Grupo num novo mercado no segmento da geração distribuída permite dar mais um passo na estratégia de desenvolver uma plataforma pan-europeia. A Enerpower é uma empresa consolidada, com clientes de renome internacional", disse o CEO, João Manso Neto, citado no mesmo comunicado. Em 2022 a empresa irlandesa instalou uma capacidade total de 33 MW de capacidade solar, valor que estima que cresça em mais de 30% durante 2023.
 

Até junho de 2023, a Greenvolt detinha um portefólio de projetos de auto-consumo de energia solar que ascendia a 166 MW.

 

Em Jornal de Negócios

Partilhar