NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Lumen venceu o prémio Inclui, o projeto “Charging the future of EVs Though the Wheel” levou o prémio Academia. Por fim, o grande prémio Start-ups foi entregue à expressPIK, que oferece diagnósticos para tratamentos personalizados no cancro da mama.

Foram ontem divulgados os vencedores dos prémios Altice International Inovation Award 2023, numa cerimónia que decorreu no Convento do Beato. Este ano, a organização liderada pela Altice Portugal recebeu 116 candidaturas, mas apenas 9 projetos conseguiram chegar à grande final, separadas por três categorias: Academia; Start-ups e Inclui.

 

O evento começou com a categoria Inclui by Altice, cujo vencedor foi a Lumen com um projeto focado num headset que oferece características semelhantes a um cão-guia.

 

Para o prémio Academia, Paulo Firmeza, CEO da Altice Labs, subiu a palco para destacar os protocolos com as universidades, premiando o “melhor que se faz na investigação”. O grande vencedor do categoria foi a projeto “Charging the future of EVs Though the Wheel”, ligado mobilidade. A solução da empresa utiliza tecnologia incorporada nas rodas dos veículos com capacidade de carregar baterias sem fios.

 

O prémio especial Born From Knowledge foi entregue por Diogo Araújo, da Agência Nacional de Inovação, que está desde a primeira edição associado ao AIIA, para valorizar a tecnologia e conhecimento na academia portuguesa, sejam universidades e politécnicos. O prémio foi entregue a Karion Therapeutics.

 

Por fim, o grande vencedor dos AIIA, na categoria Start-ups, foi a start-up expressPIK, que oferece diagnósticos para tratamentos personalizados do cancro da mama, através de um teste que permite identificar quais as mulheres que possuem determinada mutação genética para aplicação de uma terapia mais personalizada e direcionada ao “alvo”.

 

O Prémio Start-up atribuí um valor monetário de 50 mil euros, a possibilidade de realizar um protótipo para prova de conceito com a Altice Portugal, assim como o acesso aos serviços de incubação da Startup Lisboa. O Prémio Academia foi de 25 mil euros e o Inclui ofereceu 20 mil euros ao vencedor.

 

De recordar que desde a primeira edição dos prémios, que promovem o talento tecnológico e inovação, foram submetidos um total de 616 candidaturas desde 2017. O objetivo dos prémios é promover e reconhecer o empreendedorismo e talento tecnológico, aberto a candidaturas nacionais e internacionais.

 

Em Link to Leaders

Partilhar