NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Inflação homóloga sobe de 4,9% em novembro para os 5% em dezembro na Zona Euro, um novo máximo histórico, face à subida dos preços da energia.

A taxa de inflação homóloga atingiu em dezembro um novo máximo histórico na Zona Euro ao chegar aos 5%, puxada pela subida dos preços da energia, segundo uma estimativa rápida divulgada esta sexta-feira pelo Eurostat.

 

Segundo o serviço de estatísticas europeu, a taxa de inflação homóloga atingiu um novo máximo histórico desde a criação do euro ao subir de 4,9% em novembro para 5% em dezembro.

 

Entre as principais componentes da inflação da Zona Euro, espera-se que a energia tenha a taxa anual mais elevada em dezembro (26,0%, em comparação com 27,5% em novembro), seguida da alimentação, álcool e tabaco (3,2%, face a 2,2% em novembro), dos bens industriais excluindo energia (2,9%, em comparação com 2,4% em novembro) e dos serviços (2,4% face a 2,7% em novembro).

 

Na variação mensal, a inflação subiu 0,8% em dezembro.

Partilhar