NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O lucro da Siemens cresceu 120% nos primeiros três trimestres do ano fiscal iniciado em outubro de 2020, para 4.994 milhões de euros, face a igual período do ano anterior, devido à recuperação dos negócios afetados pela pandemia.

As receitas, por sua vez, registaram um aumento de 10,8% no período em análise, para 44.820 milhões de euros, na comparação com idêntico período do ano anterior.

 

O lucro operacional foi de 4.366 milhões de euros, superior em 40% em relação a igual período do ano precedente.

Todos os seus negócios industriais melhoraram significativamente os resultados operacionais.

 

Neste sentido, o das indústrias digitais aumentou para 2.241 milhões de euros (+ 50,9%), o das infraestruturas inteligentes atingiu os 1.192 milhões de euros (+75,3%), o da mobilidade cifrou-se em 572 milhões de euros (+9,2%) e o da área da tecnologia na saúde totalizou os 1.963 milhões de euros (+35,6%).

 

O presidente e presidente executivo da Siemens, Roland Busch, afirmou, durante a apresentação dos resultados, que a Siemens “atingiu consistentemente a meta de crescimento acelerado e de alto valor”.

 

“No terceiro trimestre, uma vez mais conseguimos um crescimento forte e lucrativo em todos os negócios”, disse na nota divulgada pelo grupo tecnológico e industrial alemão.

 

Por isso, Busch reviu em alta as previsões para todo o ano fiscal, pela terceira vez, prevendo um lucro entre 6.100 e 6.400 milhões de euros, contra o anterior lucro situado entre 5.700 e 6.200 milhões de euros.

Partilhar