NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A ilha de São Miguel conquistou o 27º lugar da lista enquanto Sintra ficou no 34º posto da lista do Travel Lemming, um guia de viagens online com sede nos Estados Unidos e que é lido por mais de 10 milhões de viajantes.

A vila de Sintra e a ilha de São Miguel foram nomeados para uma lista dos 50 melhores destinos para viajar em 2024 escolhida pelo Travel Lemming, um guia de viagens online com sede nos Estados Unidos e que é lido por mais de 10 milhões de viajantes.
 

A ilha de São Miguel conquistou o 27º lugar da lista enquanto Sintra ficou no 34º posto, entre os destinos emergentes. O Travel Leming é um projeto que envolve mais de 35 escritores e editores de viagens e onde cada um dos especialistas em viagens locais escolhe os seus destinos favoritos para consideração do conselho editorial da publicação.

 

A ilha de São Miguel é classificada como tendo uma “abundância de beleza natural”, onde sobressaem as suas paisagens de “montanhas imponentes, lagos coloridos em crateras e costas pitorescas” que distinguem uma ilha que ao ser explorada “é como visitar vários países porque a paisagem exuberante é muito diversificada”. Já a vila de Sintra é descrita como um “conto de fadas” e “uma cidade perfeita para postais, com castelos, falésias e ruas encantadoras”.

 

Lea Rose Allbaugh, editora da Travel Lemming, refere que “visitar Sintra é como entrar no sonho mágico que muitos de nós, americanos, temos da Europa. Existem castelos por toda a cidade e as ruas parecem ter saído de um livro de histórias. Sintra é romântica, poética e divertida”.

 

Por sua vez, Eurico Silva, Marketing & Communications da Visit Azores mostra-se entusiasmado pela ilha de São Miguel ter sido incluída nos melhores locais para viajar da Travel Lemming em 2024. “A ilha de São Miguel é um destino seguro, rodeado de natureza e com um vasto conjunto de experiências para desfrutar. Combina atividades de aventura e contemplação em plena harmonia com a natureza”, realça.

 

A lista completa dos 50 destinos é dividida por 15 destinos na Europa, sete na Ásia, dois na América do Sul, dois na Oceânia, dois em África, cinco na América do Norte (além dos EUA) e 17 nos Estados Unidos.

 

Em O Jornal Económico

Partilhar