NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

No passado dia 1 de julho, a empresa associada ETMA recebeu na sua sede, em Braga, o Secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, o qual se fez então acompanhar por alguns membros do seu Gabinete e da AICEP, tendo ainda estado presentes um Vereador da Câmara Municipal de Braga e o responsável da InvestBraga.

A visita do referido governante foi previamente articulada com a AIMMAP, que participou igualmente no encontro através de uma delegação constituída por Rafael Campos Pereira, Mafalda Gramaxo e Pedro Azevedo.


Na ocasião, todos os visitantes foram acolhidos de forma magnífica e muito cordial pelos principais responsáveis executivos da empresa: o Presidente do Conselho de Administração, Mário António Braga, os Administradores Cristiana Rodrigues e João Pedro Sousa, e ainda Cátia Rodrigues e Esmeralda Lage, ambas do Departamento de Marketing.


Fundada em 1940, a ETMA está a comemorar 80 anos de atividade empresarial e de criação de riqueza e postos de trabalho para a região e o país, sendo de enfatizar que o respetivo capital social permanece na mesma família desde a sua origem.


Ao longo da sua história de excelência, a empresa foi ajustando sucessivamente os seus modelos de negócio e foi nesse contexto que desde há muito optou por deixar de ter marca própria. Na verdade, a ETMA encontra-se altamente especializada na produção de peças técnicas de muito elevado valor acrescentado para um conjunto de diferentes clusters industriais, com especial destaque para a fileira automóvel, o setor da eletrónica e o segmento dos eletrodomésticos.


Para melhor ilustração da relevância e importância das peças e dos componentes fabricados pela ETMA, pode dizer-se que os mesmos estão presentes, de forma mais ou menos percetível, em praticamente todas as casas e automóveis em Portugal.

A empresa está especialmente vocacionada para a produção de pequenas peças, sublinhando-se que o seu foco está em peças customizadas, ajustadas às necessidades específicas de cada cliente. Deve aliás referir-se a esse respeito que a ETMA investe cada vez mais em inovação, participando em articulação e parceria com os respetivos clientes no desenvolvimento das peças que concebe e produz.


Com um conjunto de 3 unidades, todas localizadas no município de Braga e onde no total trabalham aproximadamente 170 trabalhadores qualificados, a ETMA registou em 2019 um volume de negócios de aproximadamente 14 milhões de euros, destinado na esmagadora maioria aos mercados de exportação.


A esse respeito, sublinha-se que, no referido exercício de 2019, as vendas diretas ao exterior corresponderam a 65% da faturação da empresa, acrescentando-se ainda que uma parte muito substancial dos restantes 35% têm como destino final o exterior do país, através de exportações indiretas.


Esse bom desempenho no comércio externo é o resultado de uma aposta muito inteligente na internacionalização, iniciada há mais de 40 anos e materializada, entre outras vertentes, numa presença sistemática nas principais feiras internacionais no segmento da subcontratação industrial de alto valor acrescentado. Ainda nesse âmbito, no sentido de poder facilitar o acompanhamento dos seus clientes na Europa Central e de Leste, a ETMA criou, entretanto, uma sucursal na República Checa.


Durante a deslocação de Eurico Brilhante Dias às instalações da ETMA, que passou entre outros momentos por uma visita guiada à unidade fabril em pleno funcionamento, pôde aquele governante tomar conhecimento direto da excelência da empresa nas mais diversas vertentes.


No final da visita, o Secretário de Estado da Internacionalização teve oportunidade de realçar o trabalho de grande qualidade que a empresa está a desenvolver, referindo que a economia portuguesa precisa de bons exemplos como a ETMA para continuar a manter o foco nas exportações.


A AIMMAP faz questão de reiterar e reforçar as palavras de Eurico Brilhante Dias, frisando que a ETMA é indiscutivelmente uma empresa que pela sua competência se converteu numa importante referência do METAL PORTUGAL e que por tal motivo deverá ser devidamente acarinhada pela generalidade das entidades públicas e privadas que de algum modo interagem com os parceiros económicos.

Partilhar