NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Uma das empresas líderes na produção de abrasivos flexíveis de alto rendimento, a INDASA disponibiliza aos seus clientes produtos com altos níveis de desempenho que permitem otimizar os processos. Com milhares de clientes em todo o mundo, exporta mais de 90 por cento da sua produção para mais de 120 países.

Em 1981, a INDASA criou a marca Rhyno, reconhecida internacionalmente e que sustenta cerca de 95 por cento da sua produção, sendo atualmente o maior produtor da Península Ibérica.

 

Presente nos mercados da construção, decoração, compósitos, madeira e indústria, mas com um foco principal no mercado da repintura automóvel, a Indasa encara o mercado com uma abordagem única refletida no slogan “Process-to-Profit”, um programa estruturado de reparação e repintura automóvel que agrega às suas soluções um apoio técnico dedicado e personalizado.

 

O acompanhamento das tendências da indústria, a experiência acumulada e o compromisso em entender as necessidades do consumidor resultam no desenvolvimento de soluções que permitam ao utilizador final aumentar a rentabilidade nos seus processos de reparação.

 

A INDASA é ainda uma empresa certificada ISO9001 pela APCER – Associação Portuguesa de Certificação para o desenvolvimento, produção e comercialização de abrasivos flexíveis e comercialização de produtos complementares. Com uma oferta de produtos bastante diversificada e completa, a empresa pretende complementar a utilização dos abrasivos em todos os segmentos de mercado onde atua. Assim, integra na sua gama abrasivos, ferramentas, polimento, fitas técnicas, acessórios, selantes, adesivos e revestimentos.

 

Fundada em 1979, a empresa tem como missão oferecer uma gama completa de produtos e serviços que acrescentam valor e potenciam o crescimento de negócio dos seus clientes, com o compromisso e a garantia dos mais altos padrões de qualidade e desempenho, da disponibilização de uma gama de produtos de elevado valor e da aposta constante na sustentabilidade e na inovação.

 

Leia o artigo na íntegra na Revista Portugalglobal.

Partilhar