NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A aquisição da plataforma tecnológica especializada em logística de moda vai permitir integrar os seus serviços na cadeia de valor da gigante dinamarquesa. Valor do negócio não foi revelado.

Dois anos depois da primeira entrada como investidor na empresa, o gigante dinamarquês da logística Maersk anunciou esta quarta-feira, 15 de setembro, a compra da totalidade da portuguesa HUUB, plataforma tecnológica de logística especializada na indústria da moda.

 

O negócio, para o qual não são avançados valores, vai permitir integrar a tecnologia da HUUB nas soluções da Maersk, dando aos seus clientes a possibilidade de aceder a “produtos totalmente integrados de logística e comércio eletrónico” através de “interfaces altamente modernos e de utilização fácil”.

 

Esta é, segundo o comunicado da Maersk emitido hoje, a sua terceira aquisição na área da logística e comércio eletrónicos este ano (depois da Visible MSC e da intenção de comprar a Europe B2C) e a primeira compra de uma tecnológica. Com a operação, a Maersk Growth (braço de capital de risco da gigante dinamarquesa) sai do capital, tal como todos os outros acionistas, sendo substituídos pela Maersk.

 

Criada em 2015, a HUUB é uma plataforma logística totalmente digital e integrada, vocacionada para marcas do setor da moda, ligando armazéns, transportadoras e lojas online. Vincent Clerc, vice-presidente e CEO da Ocean & Logistics, A.P. Moller – Maersk diz que a aquisição vai permitir “acelerar o desenvolvimento da nossa oferta multicanal”. Já Tiago Paiva, CEO da HUUB, diz que a operação significa a “validação do nosso produto e visão disruptivos” e uma oportunidade para “liderar o mercado logístico do e-commerce”.

 

Numa outra nota, a HUUB refere que a compra por parte do gigante do transporte marítimo mundial permite tornar Portugal num “hub tecnológico estratégico” e que representa um “estímulo para o ecossistema das startup” no País.

 

No ano passado, a Aggregatomorrow Consulting S.A., dona da marca HUUB e sediada em Matosinhos, fechou o exercício com vendas de 3,3 milhões de euros (mais 73% em termos homólogos) e resultado líquido negativo de 1,7 milhões de euros, uma melhoria, ainda assim, face aos 2,6 milhões negativos de 2019. Em abril deste ano, segundo dados da Informa D&B, além da Maersk (com 10,68%), eram acionistas da empresa a luxemburguesa Pathena SARL (detida a 60% pela portuguesa Pathena e que, por sua vez, tinha 21,68% da HUUB), a tecnológica 7 Graus (14,63%) e a agência de design de moda Just All Design (7,8%).

 

Em menos de 24 horas esta é a segunda compra anunciada de uma empresa portuguesa por uma multinacional. Ontem a Glovo anunciou a aquisição da plataforma portuguesa Mercadão.

Partilhar