NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Em 2018, o alojamento local representava 48% da oferta turística total de Lisboa, o maior peso entre 20 cidades europeias.

Os alojamentos locais já representam quase metade da oferta turística total em Lisboa. O peso do alojamento local na capital portuguesa em relação à oferta é também o mais elevado entre 20 grandes cidades europeias.

Os números são revelados no estudo "Investimento em Hotelaria na Península Ibérica", elaborado pela Cushman & Wakefield. Segundo a consultora, no final do ano passado, estavam registadas em Lisboa 18.800 unidades de alojamento local (um número que, por esta altura, já subiu para mais de 18.900, de acordo com os dados do Registo Nacional de Turismo).

Essas unidades representavam 48% da oferta turística total disponível em Lisboa em 2018. A Cushman & Wakefield ressalva que esta percentagem é calculada com base no número de unidades disponíveis, ainda que os alojamentos locais tenham, frequentemente, mais do que duas camas, o que significa que o peso do alojamento local sobre a oferta total deverá ser ainda maior.

Entre as 20 cidades analisadas pela consultora, onde se incluem Londres, Paris, Roma, Madrid ou Barcelona, Lisboa é aquela onde o peso do alojamento local é maior.

À capital portuguesa, seguem-se Roma, onde o peso do alojamento local é de 46%, e São Petersburgo, com uma proporção de 45%. Na maioria das cidades analisadas, o peso do alojamento local está na casa dos 30%. Berlim, onde têm sido impostas várias restrições para fazer face à carência de oferta habitacional, está no fundo da tabela, com 17%.

Portugal é o 12.º maior mercado do mundo


Mesmo em número absoluto de unidades de alojamento local, o mercado português está entre os maiores do mundo, segundo os cálculos da Cushman & Wakefield.

O maior mercado é o dos Estados Unidos, onde estavam registadas, no final do ano passado, cerca de 660 mil unidades na plataforma Airbnb, a mais relevante para o setor do alojamento local. Seguia-se França, com 485 mil unidades, Itália, com 340 mil, e Espanha, com 245 mil.

Portugal é o 12.º mercado com maior número de alojamentos locais, com 59 mil unidades registadas no Airbnb no final do ano passado. Contudo, estes números dizem apenas respeito ao Airbnb. No Registo Nacional de Turismo, estão contabilizados 90.505 alojamentos locais no país.

Partilhar