NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A marca de 110 mil passageiros por dia foi ultrapassada no arranque e no final do evento que decorreu em Lisboa, o que corresponde a mais cerca de 10 mil face ao que é normal para o pico de verão.

Durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em Lisboa, entre os dias 30 de julho e 7 de agosto, foram movimentados no aeroporto Humberto Delgado cerca de 960 mil passageiros.

De acordo com a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), foi ultrapassado na maior parte dos dias o anterior máximo histórico diário, salientando a entidade que nos dias 30 e 31 de julho e 6 e 7 de agosto "foi ultrapassada a marca dos 110 mil passageiros por dia".

Um número, acrescenta, que corresponde a um acréscimo de cerca de 10 mil passageiros por dia face ao que é normal para o pico de verão.

 

"Não obstante o grande fluxo de passageiros verificado, em simultâneo com situações de greve, verificou-se que a operação aeroportuária nestes dias decorreu sem constrangimentos significativamente mais impactantes do que os que já decorrem das circunstâncias da operação de verão no aeroporto Humberto Delgado", assegura a ANAC.

Esta operação, diz ainda, "exigiu uma grande articulação e coordenação entre as diversas entidades que fazem parte do sistema da aviação civil nacional e que estiveram envolvidas no planeamento de segurança e mobilidade da JMJ, nomeadamente as entidades participantes no núcleo coordenador da segurança interna e no grupo de projeto para a coordenação da JMJ, de forma a garantir o cumprimento de todas as medidas necessárias ao bom funcionamento, à segurança e à fluidez dos passageiros".


A ANAC refere ainda que, "no cumprimento da sua missão de regular, fiscalizar e supervisionar todas as atividades do setor, esteve presente diariamente no aeroporto Humberto Delgado com várias equipas".

 

Em Jornal de Negócios

Partilhar