NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

EDP, EDP Renováveis, REN, Galp, NOS, BCP, Jerónimo Martins e Sonae são as cotadas portuguesas que integram o índice, que conta com um total de 418 empresas a nível global.

Há oito empresas portuguesas no índice global da igualdade de género da Bloomberg (Gender-Equality Index) de 2022, entre um total de 418 empresas cotadas de 45 países e regiões que, juntas, representam uma capitalização bolsista de 16 biliões de dólares. O relatório foi divulgado esta quarta-feira.

 

REN, Sonae, NOS, Jerónimo Martins, Galp, EDP, EDP Renováveis e BCP são as empresas portuguesas que integram o índice, sendo que algumas destas já se encontravam no índice do ano passado, como o grupo EDP, a Jerónimo Martins, a Galp e a REN.

 

A estrutura do índice classifica as empresas em cinco pilares fundamentais: “liderança feminina e pipeline de talentos, igualdade de remuneração e paridade salarial de género, cultura inclusiva, políticas anti-assédio sexual e marca pró-mulher”, indica o comunicado referente à divulgação do relatório.

 

O relatório da Bloomberg mostra que entre as 418 empresas o maior número encontra-se na América do Norte (172), mas as empresas da Europa, Médio Oriente e África são aquelas com a pontuação mais elevada do índice – 73%, sendo que a média global é de 71%.

 

O setor que apresenta o maior número de empresas presente no índice é o financeiro (131) e é também o setor que apresenta a pontuação mais alta (73%).

 

Por fim, é indicado que as mulheres ocupam 31% dos lugares nos conselhos de administração das empresas que estão no índice de 2022. Além do mais, entre as 418 empresas, 83% têm uma estratégia direta para recrutar mulheres e 66% realizam avaliações globais de remuneração baseadas no género.

Partilhar