NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Operação foi aprovada pela Comissão Europeia e financiada pelo Mecanismo de Recuperação e Resiliência.

O Banco Português de Fomento (BPF) aumentou o capital social em 250 milhões de euros, para 505 milhões, anunciou a instituição em comunicado.

 

O aumento de capital enquadra-se nas medidas para a recuperação económica previstas no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) nacional.

 

Esta operação, aprovada pela Comissão Europeia e com financiamento do Mecanismo de Recuperação e Resiliência (MRR), "pretende dotar o BPF para que este tenha capacidade financeira para o desenvolvimento da parceria nacional de implementação do programa InvestEU", lê-se na mesma nota.

 

Segundo o BPF, após este aumento de capital, a estrutura acionista da instituição muda, com o Estado, através da Direção-Geral do Tesouro e Finanças, a deter uma participação de 20,85%, a Agência para a Competitividade e Inovação (IAPMEI) a ficar com 73,25% do capital social, o Turismo de Portugal com 4 % e a AICEP com 1,9 %.

 

O Banco de Fomento diz que esta operação vai permitir-lhe continuar a apoiar o tecido empresarial em "colaboração com as instituições de crédito nacionais".

 

No primeiro semestre do ano, revela o banco, foram apoiadas cerca de 1600 empresas portuguesas, "por via de 556 milhões de euros de financiamento garantido e do coinvestimento de 44,7 milhões de euros em empresas, com recurso a instrumentos de capitalização".

Partilhar