NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Novas gruas, que deverão começar a operar em fevereiro de 2024, alargam a capacidade do terminal dos atuais 2,3 milhões de TEU (unidade equivalente a um contentor) para 2,7 milhões de TEU.

APSA Sines recebeu na terça-feira, 5 de dezembro, dois mega pórticos de cais ship-to-shore, que se juntam aos dez pórticos super post-panamax existentes, anunciou a concessionária que gere e opera o terminal de contentores de Sines. Com estas novas gruas, a empresa vai passar a poder operar os maiores navios porta-contentores atualmente em operação na Península Ibérica.

 

Em comunicado enviado esta quarta-feira, a PSA Sines indica que a instalação deste novo equipamento permitirá expandir a sua capacidade dos atuais 2,3 milhões de TEU (unidade equivalente a um contentor) para 2,7 milhões de TEU, reforçando a posição do terminal XXI em Sines como o “porto de entrada preferido” da Península Ibérica.

   

As novas gruas chegaram ao terminal localizado no distrito de Setúbal três meses depois de partirem de Xangai (China). A PSA Sines espera que as novas gruas, que vão ser submetidas a seis semanas de testes e comissionamento, estejam prontas para operações a partir de fevereiro do próximo ano.

 

“Com um alcance de 24 filas de contentores e uma altura de 55 metros, teremos agora seis gruas de cais com capacidade total para movimentar navios com dimensões superiores a 24.000 TEU, sem limitações”, refere a CEO da concessionária, Nichola Silveira, citada no comunicado.

 

As obras do Terminal XXI em Sines tiveram início em 2000, encontrando-se na 3.ª fase de expansão, no valor de 412 milhões de euros. Com a conclusão desta fase prevista para 2030, o porto deverá duplicar a sua capacidade de movimentação anual de 2,1 milhões de TEU para 4,2 milhões de TEU.

 

em ECO

Partilhar