NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A ACONSULTIIP irá realizar o seu segundo Congresso Nacional de Consultores, na Culturgest, em Lisboa, no próximo dia 8 de outubro.

A CONSULTIIP – Associação do Consultores de Investimento e Inovação de Portugal é uma associação profissional que visa valorizar e promover a profissão e atividade dos consultores, visando contribuir para melhoria e qualificação da intervenção dos consultores nas suas diversas áreas de intervenção nos domínios da gestão, da tecnologia e da formação, com um especial enfoque no investimento e na inovação das empresas e entidades, contribuindo dessa forma para a competitividade das organizações e do território no mercado global.

 

Nesta fase de extrema relevância para a recuperação económica e para o desenvolvimento e competitividade do nosso país após os impactos negativos que resultaram da pandemia do COVID-19, a ACONSULTIIP irá realizar o seu segundo Congresso Nacional de Consultores, na Culturgest. em Lisboa. no próximo dia 8 de outubro.

 

O Congresso pretende constituir-se como um espaço de reflexão e debate sobre os objetivos estratégicos e a operacionalização da recuperação e desenvolvimento da economia e da sociedade portuguesa na presente conjuntura e sobre a importância dos consultores no correto, e mais eficiente, investimento dos fundos disponibilizados no âmbito dos diversos programas de apoio nacionais e europeus.

 

Os temas do Congresso incluem:

  • Especialização e competitividade da economia portuguesa no contexto pós pandemia;
  • Vocação dos territórios e desenvolvimento integrado e sustentável;
  • Portugal 2030, PRR e o reforço da competitividade e internacionalização.

A recuperação económica e social pós pandemia irá colocar vários desafios e, também, oportunidades às empresas e aos empreendedores.

 

As agendas mobilizadoras poderão constituir-se como principais dinamizadoras de uma nova especialização baseada na tecnologia e inovação, gerando uma competitividade acrescida da nossa economia sendo decisivo o papel do Sistema Científico e Tecnológico Nacional e o envolvimento dos consultores no seu desenho e implementação.

 

Ao nível do território, os dados preliminares dos Censos 2021 mostram um país mais desigual e com um acentuado declínio do interior.

 

Descobrir “vocações” nos territórios de baixa densidade e estabelecer estratégias de desenvolvimento que sejam sustentáveis e geradoras de emprego e de vitalidade social, atraindo novas empresas e criando empregos, aproveitando as vantagens da qualidade de vida e as oportunidades que as novas tecnologias de comunicação proporcionam é um dos objetivos para a coesão territorial durante a próxima década.

 

Ao nível da competitividade e da internacionalização, os diversos sistemas de apoio e incentivos que se configuram para esta década devem ser um motor de transformação e modernização do tecido económico nacional, numa perspetiva de afirmação da marca Portugal e de crescimento da nossa quota de mercado.

 

A utilização inteligente desses apoios (Smart Money) implica uma formulação estratégica e uma análise dos mercados e das tecnologias que enquadrem e potenciem os investimentos de forma a garantir uma maior eficiência produtiva e maior competitividade nos mercados sendo, nesse caso, determinante o envolvimento dos consultores no seu desenho e implementação.

 

Consulte mais informações no website do evento.

Partilhar