NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O mercado online tem vindo a evidenciar novas formas de comprar e vender.

É o caso das «dark stores», também denominadas «lojas escuras», que estão a ganhar cada vez mais terreno em Portugal, aumentando a procura deste tipo de espaços no setor imobiliário.

 

O conceito consiste em aproveitar espaços como supermercados ou mercearias, transformando-os em grandes armazéns onde são processadas as encomendas e onde os clientes não entram. No fundo, é o que acontece também com a Amazon.

 

Stoneweg investe 100 milhões nas “dark stores” da Glovo

A Glovo acaba de captar um investimento de 100 milhões de euros, feito pelo fundo imobiliário suíço Stoneweg, para continuar a investir em “dark stores”.

 

Segundo o jornal espanhol La Vanguardia, a empresa vai continuar a investir nos seus armazéns urbanos localizados em Portugal, Espanha, Itália e Roménia, desenvolvendo esta área de negócio a par da estratégia de entrega de produtos de supermercado e de outros artigos de consumo.


Atualmente, a Glovo já conta com espaços de “dark stores” em Barcelona, Madrid, Lisboa e Milão. Brevemente, a empresa deverá acrescentar a esta lista cidades como Sevilha, Valência, Saragoça, em Espanha, e Porto, em Portugal.

Partilhar