NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A gestora de fundos especializada em energia limpa na Europa,  Glennmont Partners, lançou a Verdian Power, uma nova produtora independente de energia (IPP), que prevê atingir uma capacidade instalada de 3GW em Itália, Espanha e outros países europeus até 2026.

A gestora de fundos especializada em energia limpa na Europa,  Glennmont Partners, lançou a Verdian Power, uma nova produtora independente de energia (IPP), que prevê atingir uma capacidade instalada de 3GW em Itália, Espanha e outros países europeus até 2026.

 

A Verdian Power é especializada na conceção, construção e exploração de centrais solares fotovoltaicas e eólicas, incorporando tecnologias de armazenamento e hibridização, bem como projetos de produção distribuída.

 

A Verdian Power conta já com 800 MW em carteira, provenientes de desenvolvimentos internos e de projetos adquiridos na fase “ready to build”. Os primeiros projetos solares fotovoltaicos começarão a ser construídos em 2024 e poderão estar operacionais no final de 2025, em Itália e Espanha.

 

“O principal objetivo da empresa é a produção de energia 100% renovável, contribuindo para a independência energética da Europa rumo a um futuro neutro em carbono.”, sendo que a meta da Verdian Power é atingir uma capacidade instalada de 3GW até 2026, o que, diz a empresa, “permitiria assegurar as necessidades anuais de eletricidade de quase 3 milhões de pessoas. Além disso, a energia limpa produzida anualmente pela Verdian Power irá permitir evitar a emissão de 1 milhão de toneladas de dióxido de carbono equivalente (CO2e) por ano. Rumo a um futuro com zero emissões líquidas e à independência energética da Europa”.

 

“A produção local de energia solar fotovoltaica e eólica fiável e a preços acessíveis irá ajudar a nossa sociedade a avançar para um futuro de zero emissões líquidas e a evitar a importação de combustíveis fósseis, como o gás natural, de países terceiros. Isto contribuirá para reforçar não só a independência energética e a segurança do aprovisionamento da Europa, mas também irá possibilitar a melhoria da sustentabilidade ambiental”, refere a Glennmont Partners from Nuveen.

 

A título de exemplo, acrescenta a Glennmont, a energia produzida por toda a carteira da Verdian Power (3GW) permitirá poupar a utilização de quase 983 milhões de m3 de gás natural por ano que teriam sido consumidos por centrais de turbinas de gás de ciclo combinado (CCGT) para gerar a mesma quantidade de energia. Adicionalmente, a Verdian Power estima que poderá gerar 8.300 postos de trabalho diretos e indiretos até 2026, altura em que todas as suas centrais estarão operacionais.

 

A Verdian será uma parte fundamental da carteira de investimentos do Clean Energy Fund IV da Glennmont. A sua equipa multidisciplinar irá sediar-se em Barcelona e irá coordenar com as equipas nacionais dos diferentes países europeus a gestão e a implementação de projetos energéticos.

 

Em O Jornal Económico

Partilhar