NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A construtora e promotora portuguesa acaba de anunciar que até ao final deste ano vai edificar oito novos empreendimentos e concluir quatro obras em cidades estratégicas para o Grupo: Lisboa, Funchal e Ponta Delgada.

Anuncia ainda que, através da VARINO, sociedade que detém com o Grupo AFA, irá lançar um investimento de aproximadamente 90 milhões de euros até final deste ano.

 

Em comunicado, a Socicorreia indica que em Lisboa, arrancam o "Edifício Século XXI 16", bem como o "Varino 03" e o "Varino 04", enquanto que, na cidade do Funchal seguem-se o "Edifício Século XXI 18" e "Século XXI 19", e ainda, o "Varino 05" e "Varino 07". Este ano, concluí o "Edifício Século XXI 17", no Funchal.

 

Nos Açores, em Ponta Delgada, arranca a obra do "Sea Lux 2", e concluirá o Edifício "Sea Lux". Em Braga, a Socicorreia concluirá, nos próximos tempos, os empreendimentos "Lux Housing", "Chãos de Braga", e o projecto "Hotel Século XXI", estimado em 20 milhões de euros que aguarda arranque para 2022 devido ao impacto da pandemia do novo coronavírus.

 

A Varino está a estudar a construção do "Varino 06", em Lisboa, que se encontra ainda em fase de projecto. A capital absorverá 60 milhões de euros do investimento total da empresa para os anos 2021 e 2022, sendo a grande aposta para os próximos dois anos.

 

A Lisboa segue-se o Funchal, cujo investimento para este ano ascenderá a 35 milhões de euros para dar continuidade aos projectos em curso. O "Varino 05" e "Varino 07" que se iniciam em 2021, marcam o início do grande empreendimento "Dubai na Madeira", composto por edifícios de elevada exclusividade e por um parque com zonas verdes e zonas de lazer com aproximadamente 25 mil m2.

 

"A nossa grande orientação é consolidar os investimentos até 2023 e dar continuidade aos projcetos das marcas Edifício Século XXI e Varino, que se distinguem pela forte qualidade e design diferenciadores no mercado nacional", garante Custódio Correia, CEO do Grupo Socicorreia.

 

A empresa quer manter o crescimento nos próximos dez anos, tendo realizado no último ano, apesar da pandemia, investimentos que ascenderam a mais de 100 milhões de euros, e com uma facturação do Grupo superior a 50 milhões de euros. "O Grupo não sentiu o impacto da pandemia no sector, quer a nível financeiro quer em termos de procura. Diferente foi a forma de procura por parte do cliente, e a forma como passamos a mostrar e a dar a conhecer os nossos prédios e apartamentos, mas os negócios mantiveram-se.", conclui Custódio Correia.

Partilhar