NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Associação BLC3 – Campus de Tecnologia e Inovação, em parceria com uma Universidade do EUA, a Yale School of Public Health, vai promover, de 10 a 13 de dezembro, o “5th International Yale Symposium on Olive Oil and Health”.

A Oliveira é uma planta ancestral em Portugal que dá origem à produção de azeites de excelente qualidade e distinção internacional. É um setor em crescimento em Portugal, tendo em 2021alcançado o recorde de 138 milhões de litros, com uma exportação em 2022 de 65%. O azeite virgem extra – de excelente qualidade e refinação – apresenta qualidades únicas para a saúde humana.

 

A fileira do azeite apresenta ainda muitos desafios científicos e tecnológicos e nas diferentes fases da cadeia de valor: desde a terra e cultivo da azeitona, até à recolha, transformação, alimentação e nutracêutica. O azeite é o elemento de ligação distintivo da dieta mediterrânea.

 

A Universidade de Yale é a fundadora deste simpósio internacional que vai na 5ª edição. O evento irá contar com uma grande componente de base científica para suporte aos vários debates, apresentações, mesas-redondas, sessões de degustação e outras iniciativas.

 

É objetivo fortalecer as relações e a cooperação entre todos os profissionais e instituições de diversas regiões do mundo, de modo a multiplicar parcerias e cooperações entre todos os interessados nestas questões, seja pela via económica, científica, académica ou social.

 

Nesse sentido, o programa privilegia as vertentes ligadas à investigação e educação relacionadas com a oliveira e seus produtos, abordando temas como a “Saúde humana e planetária”, “Biocircularidade e Alterações Climáticas”, “Agrosimbiose”, “Políticas e Literacia de Mercado” e “Nutriscore”.

 

É, ainda, objetivo ter uma forte envolvência da comunidade do sector do azeite e da sua valorização e uso.

Para João Nunes, Presidente e CEO da BLC3, “É uma oportunidade única para o setor do Azeite português e para a região demonstrar o seu potencial. Queremos discutir, de forma direta e frontal, a biocircularidade e a valorização nobre dos fluxos de massa não valorizados e desperdiçados do setor e os desafios do seu reconhecimento, valor e mercado, como o tema do Nutriscore.

 

João Nunes refere ainda que: “Quando o desafio foi lançado em 2021 em Jaén e depois aceite em 2022 em Roma, só aceitámos com uma condição: trazer o evento para Portugal, pela primeira vez, organizado num contexto rural, em Oliveira do Hospital, e não em grandes cidades, já que a essência do azeite está intrinsecamente associada ao mundo rural, havendo na região elementos e histórias únicas. Queremos primar pela diferença,


demonstrando que é possível fazer um evento desta importância numa região interior.”

Por último, João Nunes acrescenta que “o evento irá apresentar um programa com inovações distintivas e atividades únicas, valorizando pessoas e entidades locais ligadas à cultura, arte e gastronomia, que irão proporcionar momentos de surpresa e dinâmica diferentes no decorrer do evento científico, com forte envolvimento dos municípios da região (Oliveira do Hospital, Seia e Tábua), pois uma região junta é melhor que uma grande cidade isolada”.

 

Em Rádio Boa Nova

Partilhar