NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A exposição a solo 'Back and Covers', do artista Pedro Barateiro, foi inaugurada na quarta-feira, na Finlândia, composta por uma instalação, uma série de trabalhos em guache e uma nova obra criada para a Galeria Kohta, em Helsínquia.

O convite da galeria finlandesa ao artista português está inserido num programa que visa "dar a conhecer jovens artistas a meio da carreira, com visibilidade internacional, ao público finlandês", segundo o sítio ´online´ do espaço dedicado à arte contemporânea.

 

Em anos anteriores, foram convidados artistas como Oscar Chan Yik Long, de Hong Kong, Yane Calovski, da Macedónia do Norte, e Emily Wardill, do Reino Unido.

 

A primeira mostra do ano na Galeria Kohta é assinada por Barateiro e intitula-se 'Backs and Covers', com peças já existentes, nomeadamente na sequência de um projeto desenvolvido desde 2012, uma série criada em 2019 e uma obra de 2022 criada especialmente para o espaço da galeria finlandesa.

 

De acordo com a galeria, a escolha das peças foi feita desta forma para que "os visitantes possam ter uma ideia do trabalho anterior do percurso do artista até à atualidade, e novas obras que lhe permitiram envolver-se com o espaço expositivo".

 

No conjunto, encontram-se, entre as obras, 'Portal' (2022), a mais recente, e "o novo elemento que conecta os demais componentes da exposição, formando o meio visual no qual podem flutuar juntos".

 

A obra consiste num "papel de parede feito sob medida para o maior espaço de exposição de Kohta, baseado numa imagem de biblioteca de código aberto, de uma jovem em frente de um microfone, de costas para o fotógrafo".

 

A série 'Backs' (2019), por seu turno, "é uma parte emblemática do outro lado da forma de estar de Pedro Barateiro no mundo como artista, na qual o uso da linguagem é suspenso".

 

"Nesta série, de trabalhos em guache sobre papel, o artista emprega gestos simples, mas refinados, com cores vivas, para conseguir simplificar a figuração", indica um texto da galeria sobre o trabalho de Pedro Barateiro, nascido em Almada, em 1979.

 

Encontram-se patentes também dois vídeos, um deles, o filme de animação 'Monologue for a Monster' (2021), com a participação do músico e cantor português Conan Osiris, que dá voz à personagem, "mais discursivo e abstrato" do que 'A Letter to You' (2020), no qual "várias características monstruosas foram destiladas numa única imagem de pestanas que se movem sem olhos".

 

Barateiro, artista representado pela Galeria Filomena Soares, em Lisboa, tem estado ativo no circuito internacional desde as suas primeiras participações em bienais, há cerca de 15 anos, nomeadamente em Busan, em 2006, Berlim, e Sydney em 2008, seguidamente em São Paulo, em 2010, e em Sharjah, em 2016.

 

Fez exposições individuais em instituições como o Museu de Serralves, no Porto, em 2009, na Kunsthalle Basel, na Suíça, e na Kunsthalle Lissabon, em 2010, e em Kettle's Yard em Cambridge, Reino Unido, em 2013.

 

No próximo mês de março, após a exposição em Kohta - que encerra a 27 de fevereiro --, Pedro Barateiro vai inaugurar uma exposição individual em Altkirch, França.

Partilhar