NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Filigrana de Gondomar vai estar em destaque no pavilhão de Portugal da Expo Dubai 2020, entre os dias 7 e 12 de dezembro, com o intuito de valorizar e promover a produção artesanal desta arte secular.

O Município de Gondomar, em parceria com o Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) e a Agência para o Investimento e Comércio Externo (AICEP), marca presença nesta montra mundial para valorizar esta que é “a joia da coroa” da ourivesaria de Gondomar ao mundo inteiro.

 

Além da presença dos artesãos António Cardoso e Rosa Maria (AC Filigranas) e Nuno Resende (F. Ribeiro, Lda), que estarão a demonstrar a minúcia da Filigrana e a promover esta arte, estarão em exposição as peças mais emblemáticas da Filigrana tradicional portuguesa desde a Caravela Portuguesa, a Cruz de Malta, os brincos rainha ao “Maior Coração em Filigrana do Mundo” (um projeto que contou com a colaboração de 12 empresas locais com 25 artesãos envolvidos sob a direção de Paulo Martingo, formador do CINDOR - Centro de Formação Profissional da Indústria de Ourivesaria e Relojoaria).

 

A passagem da Filigrana de Gondomar pelo Dubai faz-se também com outra grande surpresa: a apresentação oficial de um vestido em Filigrana assinado pela estilista Micaela Oliveira, em colaboração com o designer e ourives gondomarense Arlindo Moura (Arlindo Moura Jewellery). Na elaboração desta peça de vestuário única estiveram envolvidos mais de dez artesãos de Filigrana, que contabilizaram cerca de 2 mil horas de trabalho à volta deste projeto arrojado. São, no total, cerca de 30 peças de filigranas produzidas especialmente para incorporar o vestido.

 

Para Marco Martins, Presidente da Câmara Municipal de Gondomar, é um “orgulho para Gondomar levar a Filigrana ao Dubai”. “Lutamos muito para preservar e divulgar o nosso património imaterial. A Expo 2020 Dubai é uma montra mundial, com milhões de visitantes que descobrirão Portugal, o Norte, Gondomar, a Filigrana artesanal e a nossa Rota da Filigrana”, acrescenta Sandra Almeida, Vereadora do Turismo.

 

Recorde-se que o Executivo Municipal, liderado por Marco Martins, tem sido responsável por diversas ações que visam a promoção desta arte secular: destacando-se o registo da produção tradicional «Filigrana de Portugal» que hoje integra o Registo Nacional de Produções Artesanais Tradicionais Certificadas, a criação da Rota da Filigrana: um produto turístico que pretende promover e valorizar os ourives genuínos e artesãos do concelho, dinamizando as suas oficinas tradicionais, e que contempla não só a visita às oficinas, mas também, a oportunidade de comprar diretamente verdadeiras obras de arte e de conhecer o autor das peças e todo o seu processo produtivo; a criação do Maior Coração de Filigrana do Mundo (ou, também conhecido por, Coração Colaborativo); para breve está prevista a inauguração do Museu Municipal da Filigrana de Gondomar, instalado na Casa Branca de Gramido.

 

A programação no pavilhão de Portugal foi definida com base nas classificações e candidaturas a Património Cultural Imaterial da Humanidade. Nesse sentido, a presença do Município de Gondomar surge no seguimento da submissão da Filigrana de Gondomar ao Inventário Nacional. Além disso, atributos como a qualidade, a autenticidade e o legado comum garantem o alinhamento da Filigrana de Gondomar com os objetivos da participação de Portugal na Exposição.

Partilhar