NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Como já tem vindo a ser habitual, as marcas da tecnologia continuam a ser as mais valiosas do mundo. A 24ª edição do ranking “Best Global Brands”, da consultora Interbrand, prova isso mesmo ao lançar os resultados do estudo deste ano: Apple, Microsoft e Amazon lideram a lista das 100 marcas mais valiosas do mundo.

Uma das conclusões deste ranking é que depois de vários anos de forte crescimento, este parece estar a estagnar, já que o valor total da tabela aumentou 5,7%, em comparação com 16% do ano anterior.


No topo mantém-se a Apple pelo 10º ano consecutivo como a marca mais valiosa do mundo, com um valor superior a 459 milhões de euros. Segue-se a Microsoft (mais de 289 milhões de euros) e em terceiro lugar a Amazon (mais de 252 milhões de euros).

O top 10 fica completo com a Google, Samsung, Toyota, Mercedes-Benz, Coca-Cola, Nike e BMW (marca que alcança o top 10 das mais valiosas pela primeira vez).

O valor das 10 maiores marcas representa mais de metade do valor total do ranking. Isto deve-se ao facto de as marcas dominantes de hoje conseguirem responder a diversas necessidades dos consumidores, normalmente através da participação em diversos setores de atividade.

“Uma marca como a Apple, por exemplo, já não pode estar confinada a um setor. Concorre em diferentes áreas, ajudando os clientes a ligarem-se (com o iPhone), a prosperarem (com o Apple Watch), a financiarem-se (com a sua nova conta poupança que atraiu quase mil milhões de dólares em depósitos nos primeiros quatro dias) e muito mais”, afirma Manfredi Rica, Global Chief Strategy Officer da Interbrand, ao Marketing Directo.

 

Em Imagens de Marca

Partilhar