NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A organização da Web Summit revelou esta quarta-feira, em comunicado, que o evento irá realizar-se de 2 a 4 de Dezembro, e não em Novembro, como tem acontecido. Este ano, a cimeira será tanto online como offline.

O fundador da Web Summit, o irlandês Paddy Cosgrave, anunciou a realização do evento em Lisboa no passado dia 16 de Junho, na rede social Twitter. «O Web Summit avança este ano em Lisboa!», escreveu Cosgrave no Twitter, confirmando a realização ao vivo da quinta edição da cimeira tecnológica, agendada para os dias 2, 3, 4 e 5 de Novembro. O CEO da Web Summit acrescentou também que o evento terá em conta as normas de saúde, de acordo com as orientações do Governo português.

 

Agora, a organização confirma uma versão presencial e remota da cimeira, depois de o evento irmão da Web Summit, “Collision From Home”, no Canadá, ter anunciado que este ano se realiza online, entre os dias 23 e 25 de Junho, devido aos receios de contaminação por Covid-19. «A Web Summit vai acolher mais de 100 mil fundadores, parceiros e oradores na sua plataforma de conferências proprietária online. Esta vai ser a segunda conferência online da Web Summit na sua própria plataforma depois de a Collision from Home (de 23 a 25 de Junho) que tem mais de 30 mil participantes, que traz pessoas de mais de 140 países de todo o mundo», refere em comunicado, anunciando que os bilhetes para a edição online já estão à venda.

 

Serão também transmitidos debates. A Web Summit explica que irá existir «um canal dedicado a Portugal», através do qual, «durante três dias, os CEO de centenas das principais startups de Portugal e de grandes empresas vai ser entrevistados, enquanto universidades e outras instituições de investigação vão também participar».

 

A Web Summit, recorde-se, nasceu em 2010 na Irlanda e passou a realizar-se em Lisboa desde 2016, onde irá manter-se até 2028. No Novembro de 2019 ficou decidida a realização do evento em Portugal por mais 10 anos.

 

Durante os quatros dias do evento, no ano passado, os participantes desembolsaram 64,4 milhões de euros em Portugal. Isto é, 125 euros por dia. Já a taxa média de ocupação em hotéis e similares ficou próxima dos 89%, designadamente no Rossio, Bairro Alto e Olivais.

Partilhar