NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O sector português da Saúde aumentou as suas exportações em 13% nos primeiros seis meses do ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, para um total de 911 milhões de euros, de acordo com os dados da AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, citados pelo Health Cluster Portugal (HCP).

A Alemanha, o principal mercado de destino do sector, representou cerca de 117 milhões de euros das exportações nacionais, um crescimento de 9% face ao período homólogo de 2020.

 

Segundo o Health Cluster Portugal, os novos dados dão continuidade ao «crescimento sustentado das exportações em Saúde» ao longo da última década, sendo que no ano passado este sector contribuiu para exportações no valor de 1,75 mil milhões de euros. Actualmente, a Saúde representa um volume de negócios na ordem dos 30 mil milhões de euros e um valor acrescentado bruto de cerca de nove mil milhões, envolvendo perto de 90 mil empresas e empregando quase 300 mil pessoas.

 

«Assistimos a um crescimento sustentado da Saúde, cujas exportações mais do que duplicaram na última década. O esforço que temos pela frente de recuperação da nossa economia poderá e deverá ter neste sector uma das suas alavancas determinantes. No HCP acreditamos que existem condições e potencial para o efeito, assim sejamos capazes de alinhar vontades, estratégia e trabalho», sublinha em nota de imprensa Joaquim Cunha, director executivo do Health Cluster Portugal.

 

O Health Cluster Portugal é uma associação privada sem fins lucrativos que reúne mais de 180 associados, com o objectivo de “tornar Portugal num player competitivo na investigação, concepção, desenvolvimento, fabrico e comercialização de produtos e serviços associados à Saúde”.

Partilhar