NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O custo de transporte em contentores está a disparar 1.000% em algumas rotas entre o Ocidente e a Ásia, o que reflete a crise nas cadeias globais de abastecimento.

A crise nas cadeias de logística está a fazer disparar em 1.000% os preços do transporte de mercadorias nos fretes de contentores à importação na rota Ásia/Ocidente, enquanto no sentido inverso das trocas comerciais os preços estão a subir 100% à exportação, revela esta sexta-feira o Jornal Económico (acesso pago).

 

Tal reflete-se num aumento de mil euros para dois mil euros num contentor de 40 pés ou de 700 euros para 1.400 euros num contentor de 20 pés. “Ainda assim, depende muito da disponibilidade de equipamento e de espaço no navio”, sublinhou ao jornal o presidente da Associação dos Transitários de Portugal (APAT), António Nabo Martins. Este aumento dos preços também é visível ao nível do transporte aéreo, subindo o triplo em algumas rotas.

 

Nabo Martins apontou ainda que este aumento se deve à “disrupção completa da cadeia de logística e da forma como estava montada”, que resulta sobretudo da falta de contentores, de navios e de motoristas, como também do congestionamento nos principais portos mundiais e da subida dos combustíveis. O impacto deverá fazer-se sentir no bolso das famílias portuguesas, com uma subida dos preços para o consumidor final.

Partilhar