NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Altice, Nos, PwC e Unbabel são alguns dos parceiros para a criação de comunidades que poderão dar origem a futuros nas áreas de IA, XR (realidade aumentada) e Web3.

AUnicorn Factory Lisboa fechou parcerias para a criação de comunidades em Inteligência Artificial (IA), Web3 e XR (realidade aumentada) que podem dar origem a futuros hubs temáticos. Altice, Nos, PwC e Unbabel são alguns dos parceiros.

 

“O objetivo destas parcerias é de criar verticais com dimensão relevante juntamente com as organizações-chave nestas áreas. Algumas delas poderão ganhar escala suficiente para que se possam tornar hubs de inovação, e se juntarem ao Hub Criativo do Beato numa rede colaborativa de hubs na cidade de Lisboa, enquanto outros ficarão numa lógica de comunidade de colaboração forte”, explica Gil Azevedo, diretor executivo da Unicorn Factory Lisboa.

 

A criação de hubs temáticos faz parte da estratégia da segunda fase de crescimento da Unicorn Factory Lisboa, projeto que arrancou há um ano no Hub Criativo do Beato. Ao todo, estão previstas nove comunidades — AI, gaming, bluetech, fintech, sustainability, foodtech e XR (realidade aumentada) — que podem dar origem a hubs e, mais tarde, distritos de inovação em várias zonas da cidade de Lisboa.

 

O Saldanha — onde já está o hub de gaming com a norte-americana Fortis, com abertura prevista para “breve”, mas também a Fintech House ou o welltech (com abertura prevista no primeiro semestre de 2024) no Técnico Innovation Center — é um dos possíveis novos distritos de inovação, mas também Alvalade, com o acolhimento de hubs ou comunidades de Web3.

 

Gil Azevedo já tinha admitido ao ECO que, na área de Web3, a UnicornFactory Lisboa estava a negociar parcerias com a Poolside e com o CVLabs. Agora sabe-se que durante a Web Summit foi fechado também com a Cuatrecasas e a RealFevr uma parceria para fortalecer a comunidade Web3 que já começa a ter o seu centro em Alvalade.

 

A IA é outras das comunidades que poderão dar origem a futuros hubs. Neste campo, a fábrica de unicórnios fechou parceria com a ai.pt, com a Altice e com o Center for Responsible AI, liderado pela Unbabel. Esta última, recorde-se, lidera um dos consórcios de IA do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), estando previsto um investimento de 75 milhões de euros e a criação de 210 postos de trabalho. Estima-se que o consórcio possa vir a ter um impacto de 250 milhões de euros em exportações até 2030.

 

Durante a cimeira tecnológica, que terminou na quinta-feira, foi ainda assinado uma parceria para a promoção da comunidade de realidade aumentada (XR) com a operadora NOS e a consultora PwC.

 

Em Eco

Partilhar