NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O grupo CAC (Companhia Avícola do Centro) ultrapassou a fasquia dos 90 milhões de euros em 2021, “atingindo assim um novo recorde de vendas”.

No último ano, a empresa de Leiria registou um aumento de 7% no volume de negócios total e 13% na venda de ovos de galinhas criadas ao ar livre.

Os Matinados (ovos de galinhas criadas ao ar livre, “as mais felizes de Portugal”) têm vindo a afirmar-se como âncora da CAC, registando, desde 2012, crescimentos anuais superiores a 30%.

 

“Esta marca contribuiu, igualmente, para mudar as tendências de consumo e consolidar o conceito da produção ao ar livre”, aponta a CAC em nota à imprensa.

 

Os ovos Matinados são produzidos em 10 quintas, localizadas no Norte e Centro de Portugal. Tanto a classificação como o embalamento são efectuados nos quatro centros de classificação do grupo CAC, localizados em Leiria (dois), Guimarães e Tondela.

 

“A marca Matinados, associada a consumidores exigentes que se preocupam com a qualidade dos ovos e a sustentabilidade do meio ambiente, tem vindo a afirmar-se como âncora da CAC, tendo registado, entre 2019 e 2021, um crescimento de vendas de 65%”.

 

Assumindo-se como “líder incontestável no mercado português, a CAC detém 40% de quota no mercado total, e 65% no mercado de produção ao ar livre”.

 

Em 2021, a empresa de Leiria apostou na ampliação do seu principal centro de classificação, na Bidoeira de Cima, e na aquisição de uma nova linha de inspecção, classificação e embalamento, com capacidade para mais de 120.000 ovos/hora.

 

Este novo equipamento permitiu duplicar a capacidade instalada e viabilizar o escoamento dos aumentos de capacidade previstos para os núcleos produtivos.

 

“Todos os objectivos que tínhamos traçado para 2021 foram atingidos com sucesso”, diz Manuel Sobreiro, presidente do Conselho de Administração da CAC.

 

“No entanto, lutamos sempre por mais e, por isso, neste momento estamos na fase final da conclusão de investimentos no valor global de oito milhões de euros, que se prendem com a ampliação das nossas instalações em Bidoeira de Cima, o aumento de capacidade de inspeção, classificação e embalamento e ainda a substituições ou ampliação de alguns núcleos de produção”.

 

“Mesmo com o aumento do custo das matérias-primas que se regista a nível internacional, acreditamos que em 2022 vamos crescer entre 10 a 15 % com a marca Matinados”, afirma Manuel Sobreiro.

 

Com um efectivo de dois milhões e duzentas e cinquenta mil galinhas poedeiras, distribuídas por 44 explorações em todo o território nacional, o Grupo CAC classifica e embala anualmente mais de 600 milhões de ovos, que resultam de quatro sistemas produtivos - gaiola, solo, ar livre e biológico.

Partilhar