NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A STCP detalha que oito milhões de euros estão alocados para a aquisição dos autocarros e 600 mil euros para a estação de carregamento. As propostas devem ser apresentadas até 6 de dezembro.

A Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) lançou esta segunda-feira um concurso público de 8,6 milhões de euros para adquirir 20 novos autocarros elétricos, de acordo com uma publicação em Diário da República (DR).

Segundo a publicação, em causa está o “fornecimento de 20 autocarros standard, com cerca de 12 metros de comprimento, de propulsão elétrica autónoma, para transporte urbano de passageiros (categoria M3, classe I)”.

 

Em comunicado, a empresa de transportes refere que a aquisição dos veículos decorre “no âmbito do plano de renovação da frota e da política de descarbonização em curso, e com o objetivo de eliminar, até 2027, os autocarros com motor a combustão”.

 

O concurso público inclui também a “instalação de uma estação de carregamento elétrico, composta por dez carregadores duplos”, de acordo com a transportadora.

 

A STCP detalha que oito milhões de euros estão alocados para a aquisição dos autocarros e 600 mil euros para a estação de carregamento.

 

“Estima-se que a introdução na frota da STCP destes 20 autocarros elétricos (tipologia standard de 12 metros e com autonomia de cerca de 320 km) venha a ocorrer no último quadrimestre de 2024, data a partir da qual o número de autocarros elétricos em operação totalizará as 88 viaturas 100% livre de emissões”, refere a empresa no comunicado.

 

Segundo a STCP, “a nova estação de carregamento será instalada na estação de recolha da Via Norte, instalações a que ficarão alocadas as novas viaturas da frota”.

Para a presidente da STCP, Cristina Pimentel, citada no comunicado, as novas viaturas vêm “reforçar o compromisso da STCP em direção à descarbonização da operação e na vontade de contribuir ativamente para a qualidade de vida das populações” dos concelhos nos quais opera, no caso Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Maia, Gondomar e Valongo.

As propostas devem ser apresentadas até às 17:00 do dia 06 de dezembro.

 

Em ECO

Partilhar