NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O objetivo é que os consumidores domésticos de eletricidade em Portugal possam instalar painéis solares fotovoltaicos nas suas casas, de acordo com o modelo de subscrição da Otovo, podendo depois vender o excedente da energia elétrica que produzirem à Cleanwatts.

As empresas do setor energético Cleanwatts e Otovo anunciaram esta quarta-feira uma parceria para o desenvolvimento de comunidades de energia renovável com clientes residenciais. O objetivo é que os consumidores domésticos de eletricidade em Portugal possam instalar painéis solares fotovoltaicos nas suas casas, de acordo com o modelo de subscrição mensal da Otovo, podendo depois vender o excedente da energia elétrica que produzirem à Cleanwatts.

"A parceria foi pensada especificamente para responder à necessidade dos clientes domésticos que queiram consumir energia a partir de uma fonte renovável, não existindo, ainda, uma comunidade de energia onde moram. Assim como para os clientes que já têm uma CER na sua zona de residência e pretendem agregar-se como 'prosumers' (produtores e consumidores)", referem as duas empresas em comunicado. 

Para a Cleanwatts, esta parceria permitirá aumentar a sua presença no mercado nacional e expandir as comunidades de energia já existentes, através da carteira de clientes da Otovo. "Com a Otovo vamos estabelecer uma parceria para explorar novas oportunidades de negócio e crescer noutras geografias", disse Vasco Lobo, diretor comercial da Cleanwatts em comunicado. 

Por seu lado, Manuel Pina, diretor geral da Otovo em Portugal, destacou os pontos comuns entre ambas as empresas. "Esta parceria é uma mais-valia exatamente porque otimiza a poupança para um número maior de consumidores. Acima de tudo, esta parceria trará benefícios óbvios para os nossos clientes", disse. No primeiro ano de operação no país, a Otovo já atingiu 1.000 instalações de painéis solares fotovoltaicos (70% delas em regime de subscrição), que "garantiram, em média, cerca de 20 euros por mês de poupança imediata no custo de eletricidade de cada cliente", disse a empresa
 
A totalidade dos projetos já implementados neste ano inaugural representaram uma potência de cerca de 3 MWp instalados. Até 2025 a Otovo quer chegar às 10.000 instalações em Portugal. Dos 13 países europeus nos quais a empresa está presente, Portugal foi o que apresentou o melhor desempenho a nível de vendas entre julho e setembro de 2023. 
 
Quanto às comunidades de energia renovável promovidas pela Cleanwatts, estas podem integrar entidades locais, empresas, juntas de freguesia, IPSS, municípios, coletividades e famílias.

 

Em Negócios

Partilhar