NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

É fundamental que que a exigência de um trabalho e dedicação constantes, indispensáveis num cenário competitivo onde imperam elevados padrões de rigor e qualidade, não faça esmorecer a vontade de triunfar.

Podemos dizer, sem margem de erro, que os Emirados Árabes Unidos (EAU) serão um destino preferencial para os empresários portugueses neste ano de 2022. Várias razões convergem para esta circunstância, sendo que a projeção alcançada entre nós pela ExpoDubai2021 contribuiu também, significativamente, para reforçar o papel de “ponta do compasso” dos EAU como estratégicos para quem pretende marcar presença na região do Middle East & Africa e, também, para tornar os Emirados num destino mais trendy entre os empreendedores e investidores nacionais.

 

Como CEO da PLM Middle East, uma empresa portuguesa que desde há dois anos trabalha em estreita proximidade e parceria com as entidades locais dos EAU nesta geografia (e que atualmente suporta a AICEP na gestão da operação do pavilhão de Portugal) tenho sido contactado por empresários de diversos setores que procuram apoio e recomendações para a sua instalação, seguindo o exemplo da PLM. São atraídos pelas mesmas condições oferecidas que levaram a que aqui me tenha fixado.

 

Por um lado a vantajosa localização geográfica – para mim ideal – entre a Europa e a China, que são as restantes regiões de atividade da PLM. Por outro, os EAU serem dotados de uma das economias mais livres do mundo e uma genuína cultura empresarial global, um centro cosmopolita multicultural e disponível onde se lida quotidianamente com interlocutores de todos os quadrantes geográficos, sendo Portugal visto com muito especial carinho e interesse, seja na recetividade aos nossos produtos seja na curiosidade sobre o nosso país como destino.

 

Adicionalmente, o seu modelo empresarial assenta em valores como o rigor e a segurança, procurando estar sempre na linha de frente e procurando o equilíbrio entre os costumes, como recentemente ficou patente com a criação da semana de 4,5 dias de trabalho.

 

Sendo hoje uma geografia aberta e funcional onde, como em poucos locais do globo, nos podemos movimentar bem como aos nossos produtos, os EAU consolidaram-se como um dos destinos turísticos e empresariais mais populares do mundo. Para além de outro ponto forte, valorizado por muitos investidores, e que assenta na estabilidade e segurança económica, financeira, jurídica e política vivida nos Emirados.

 

A quem me contacta, em busca de receitas e apoio para que o seu investimento direto como empresa estrangeira seja bem-sucedido neste território, aconselho sempre que esteja atento aos detalhes, assegurando que toda a regulamentação é estritamente observada nos procedimentos, que saiba adaptar-se às diferenças culturais existentes, nos hábitos e nos costumes. E que a exigência de um trabalho e dedicação constantes, indispensáveis num cenário competitivo onde imperam elevados padrões de rigor e qualidade, não faça esmorecer a vontade de triunfar.

 

Como exemplo, logo nos primeiros seis meses de existência no Dubai, arrancámos com a nossa operação lançando a Prevention by PLM, uma marca de soluções tecnológicas para ajudar as empresas a tornar os negócios mais seguros em contexto de pandemia, dando vida ao primeiro evento em pandemia no Burj Khalifa e à Arab Aviation Summit. Hoje, a PLM Middle East presta apoio em diversas áreas, sejam projetos chave na mão, organização de exposições, organização e gestão de eventos, promoção e divulgação empresarial e associativa, global trading ou restauração.

 

O número de solicitações por parte de empresas portuguesas em seguirem o caminho percorrido pela PLM tem sido crescente. E por isso mesmo termino este artigo como comecei; 2022 vai ser o ano dos Emirados. E nós cá estaremos, para ajudar a transformar vontades em realidades.

Partilhar